São Jorge

Conta-se que por volta do 3o século depois de Cristo, quando Diocleciano era Imperador de Roma, havia nos domínios do seu vasto Império um jovem soldado chamado Jorge. Filho de pais cristãos, Jorge aprendeu desde a sua infância a temer a Deus e a crer em Jesus como seu Salvador pessoal.

Nascido na antiga Capadócia, região que atualmente pertence à Turquia, Jorge mudou-se para a Palestina com sua mãe, após a morte de seu pai. Lá foi promovido a capitão do exército romano devido à sua dedicação e habilidade, qualidades que levaram o Imperador a lhe conferir o título de conde.

Com a idade de 23 anos passou a residir na corte imperial em Roma exercendo altas funções. E por essa época o Imperador planejava matar todos os cristãos. No dia marcado, quando o Senado confirmaria o decreto imperial, Jorge levantou-se no meio da reunião declarando-se espantado com aquela decisão e afirmou que os ídolos adorados nos templos pagãos eram falsos deuses; e, defendendo a fé evangélica, afirmou que Cristo é Deus e Senhor, e que pelo Espírito Santo todas as coisas são regidas e conservadas. 

Todos ficaram atônitos ao ouvirem estas palavras de um membro daquela suprema corte romana que, com grande ousadia, defendia a fé em Jesus Cristo como Senhor e Salvador dos homens, sem a necessidade de mediação e veneração de ídolos.

Indagado por um cônsul sobre a origem de sua grande ousadia, Jorge, prontamente, respondeu-lhe que era por causa da VERDADE. O tal cônsul, não satisfeito, quis saber: O QUE É VERDADE? Jorge logo respondeu: “A VERDADE É MEU SENHOR JESUS CRISTO, A QUEM VÓS PERSEGUIS, E EU SOU SERVO DE MEU REDENTOR JESUS CRISTO, E NELE CONFIADO ME PUS NO MEIO DE VÓS PARA DAR TESTEMUNHO DA VERDADE”.

O Imperador Diocleciano, então, disse a Jorge que se ele venerasse e sacrificasse aos ídolos lhe daria muitas honras e muitos bens. E só havia um jeito de Jorge continuar vivo - negar a sua fé em Jesus e passar a adorar as imagens dos deuses romanos. Deuses que a Bíblia declara no livro de Salmos 135:15 a 17, o seguinte: 

“Os ídolos das nações são prata e ouro, obra das mãos dos homens. Têm boca, mas não falam; têm olhos, mas não vêem; têm ouvidos, mas não ouvem”. 

E certamente firmado nas palavras bíblicas registradas em Jeremias 10:5, onde lemos que: 

“os ídolos (...) necessitam de quem os leve, porquanto não podem andar. Não tenhais receio deles, pois não podem fazer mal e não está neles fazer o bem” 

Jorge, com uma fé inabalável, disse assim ao Imperador: 

“NENHUM DESSES BENS QUE ME PROMETES PODERÁ DE ALGUMA MANEIRA APARTAR-ME DO MEU DEUS, NEM ALGUM GÊNERO DE TORMENTOS QUE INVENTARES PODERÁ TIRAR DE MIM O AMOR DE MEU REDENTOR, NEM CAUSAR EM MIM TEMOR ALGUM DA MORTE TEMPORAL”.

Como Jorge mantinha-se fiel a Jesus Cristo foi torturado de vários modos. E após cada tortura era levado perante o Imperador que lhe perguntava se renegaria Jesus para prostrar-se diante das imagens fabricadas por mãos humanas. Jorge sempre respondia: “Não, imperador! Eu sou servo de um Deus vivo. Somente a Ele eu temerei e adorarei!” 

E Deus honrou a fé de seu servo Jorge de modo que muitas pessoas passaram a crer e confiar somente em Jesus por intermédio da sua pregação. Finalmente, o Imperador Deocleciano, vendo que nenhum dos seus planos macabros tinha êxito, mandou degolar o jovem e fiel servo de Jesus Cristo no dia 23 de abril de 303.

Prezado leitor, devido à sua fé em Jesus, Jorge não aceitou o culto nem a veneração das imagens, e por causa disso foi morto. Por Jesus ele viveu e morreu como um exemplo para nós hoje. E o que ele tanto desejava era que todos do Império Romano deixassem a idolatria e adorassem somente a Deus. Jorge cria assim. Por que você não toma a decisão de ser como ele? Sim, Jorge viveu uma vida digna de ser imitada por todo mundo, por você especialmente.

Nosso povo vive cheio de crendices e superstições em busca de algo que possa preencher o vazio dos seus corações. Há somente uma resposta para você - Jesus, o Salvador. Nele todos os mártires cristãos criam e milhões de pessoas hoje crêem, e por isso desfrutam da perfeita paz e alegria que só Jesus oferece.

O QUE DEUS QUER QUE VOCÊ FAÇA

RECONHEÇA QUE DEUS O AMA - Sim, Deus amou tanto você que enviou seu próprio Filho para ser o seu Redentor.

RECONHEÇA QUE VOCÊ É PECADOR - A Bíblia declara que todos pecaram e porisso não podem desfrutar do amor e da paz de Deus. Mas como resolver o problema do pecado?!

CREIA EM JESUS COMO SEU SALVADOR - Ore a Deus confessando os seus pecados e renuncie a todos os pactos feitos anteriormente com ídolos ou guias. Peça a Jesus para entrar em seu coração e purificá-lo de todo pecado. Confie em Jesus, pois Ele o ama e é vitorioso!

Matéria extraída de uma ou mais obras literárias. 
Fonte: http://www.cpr.org.br/folh-saojorge.htm

Catolicismo - Desvio da Verdade

A Igreja Católica Apostólica Romana não é a mesma Igreja fundada por Cristo e continuada por seus Apóstolos logo após a sua assunção aos céus. De fato, o cristianismo teve origem ali, mas a partir de certo momento na história o Catolicismo começou a se desviar das verdades do evangelho, tornando-se hoje uma igreja altamente protituída.

Pode-se datar que o começo deste desvio deu-se quando o Imperador Constantino (306-337) convertido ao cristianismo (312) e publicou o edito de Milão (313) obrigando todos a se tornarem também cristãos.

Este fato colaborou para que, ao invés de conversões genuínas, houvesse uma espécie de sincretismo. Muitas práticas pagãs, tais como as festas para a adoração ao Sol Invicto e à deusa Eoster, fossem introduzidas nas comemorações cristãs do Natal e da Páscoa.

A partir de então, a curva de desvio da Verdade acentuou e acelerou-se de forma violenta, a ponto de os séculos mais negros da história da Europa coincidirem com os anos em que a Igreja Católica "reinou" soberana: os mil anos de trevas ( 500-1500). Trevas estas não só espiritual, mas também intelectual e moral.

Veja a seguir um resumo dos desvios introduzidos pela Igreja nestes quase 1300 anos:

· Orações pelos mortos, em 310

· Acender velas, em 320

· Adoração de santos, em cerca de 375

· A Adoção da missa como necessária para a salvação, em 394

· Adoração à Virgem Maria, em 432

· A Doutrina do purgatório, em 593

· Supremacia papal, 606

· Costume de beijar o pé do papa, em 709

· Adoração à imagens e relíquias autorizada em 788

· Água benta, em 840

· Canonização de santos, em 993

· Celibato, em 1074

· Infalibilidade papal, em 1076

· O terço foi introduzido em 1090

· Sete Sacramentos, em 1140

· A venda de indulgências, em 1190

· O dogma da transubstanciação, em 1215

· Confessionário, em 1215

· A Ave Maria, em 1316

· O cálice determinado só para o clero, em 1415

· Purgatório decretado, em 1439

· Tradição Católica Romana do mesmo nível que as sagradas escrituras Bíblicas, em 1546

· Livros apócrifos incluídos no Cânon Bíblico, em 1546

· A concepção imaculada de Maria anunciada em 1854

· A ascensão de Maria ao céu, em 1950

Todos estes desvios, além de outros mais que não coloco aqui para não ser extenso, não encontram apoio bíblico. Por isso a Igreja Católica sempre recorre à Tradição. Dizem: "Jesus não mandou escrever o evangelho, mas pregar o evangelho". No entanto, a mesma Bíblia que eles dizem ser a Palavra de Deus afirma:


"Eu testifico a todo aquele que ouvir as palavras da profecia deste livro: Se alguém lhes acrescentar alguma coisa, Deus lhe acrescentará as pragas que estão escritas neste livro; e se alguém tirar qualquer coisa das palavras do livro desta profecia, Deus lhe tirará a sua parte da árvore da vida, e da cidade santa, que estão descritas neste livro" (Apocalipse 22.18,19).

A Igreja Católica percebeu que, no Brasil, ela perdeu muitos fiéis para ao Igrejas evangélicas. Por isso a chamada Renovação Carismática Católica tem investido pesado em copiar os evangélicos, principalmente os pentecostais. Têm tirado as imagens das igrejas e pouco falam nos "santos". No entanto, a adoração a Maria se fortaleceu na mesma proporção em que a "renovação espiritual" trouxe novo fôlego para as paróquias.

Perguntas ao Islamismo

Como o islamismo está hoje ganhando cada vez mais espaço nas manchetes da mídia secular e cristã, eu gostaria de dar uma olhada em algumas perguntas bastante freqüentes sobre o islamismo.

Os cristãos e os muçulmanos cultuam o mesmo Deus?

Quando você tenta conversar com qualquer muçulmano sobre os fatos do islamismo, quase com certeza ele dizer a você que nós cultuamos o mesmo Deus, mas usando diferentes nomes e maneiras. Infelizmente, muitos cristãos, especialmente no ocidente, acreditam nisso. Mas, a verdade é que de fato nós não cultuamos o mesmo Deus. Permita-me explicar-lhe esta verdade com mais detalhes.

° O Alá do islamismo não é o Pai. Ninguém ousa ter um relacionamento pessoal com ele, falar com ele, e amá-lo, como mencionei em meu artigo de outubro. Mas, Jesus ensinou a orar ao "Pai nosso que está no céu" (Mateus 6.9).

° Alá não é o Filho. Para um muçulmano não existe a necessidade da Trindade porque Deus pode ordenar a qualquer coisa que seja e ela será (*Sura 4:171, 5:73, 5:116). Os muçulmanos acreditam ainda que Jesus foi criado do pó exatamente como Adão (Sura 3:59).

° Alá não é o Espírito Santo. O Espírito Santo no Alcorão é o anjo Gabriel.
° Alá não é amor. O amor não é mencionado entre os 99 nomes mais bonitos de Alá.

° Alá pede aos anjos que adorem Adão (Sura 2:31-34).

° Alá não quer redimir o ser humano, mas insiste em encher o inferno com todos eles. Ninguém vai escapar dele para sempre (Sura 15:43,44).

° Alá permite jurar (Sura 89:1-5, 91:1-9, 95:1-4).

Há muitas outras diferenças entre Alá e o nosso Pai celestial. Queridos cristãos, os muçulmanos precisam de Deus Pai, Deus Filho e Deus Espírito Santo.
O Islamismo Já Existia Antes de Maomé?

Antes de podermos responder a esta pergunta, precisamos primeiro dar uma olhada nas definições de islamismo e muçulmano. Islamismo é uma palavra árabe que originalmente se referia a um atributo de masculinidade e descrevia alguém que tivesse agido com heroísmo e bravura na batalha. Segundo o Dr. M. Bravmann em sua obra The Spiritual Background of Early Islam (Histórico Espiritual do Islamismo dos Primeiros Dias), islamismo é "um conceito secular, denotando uma virtude sublime aos olhos do árabe primitivo; desafio à morte, heroísmo; morrer na batalha".

Nos dias de Maomé, um muçulmano era alguém que lutava com outra pessoa e a dominava. Hoje, muçulmano é alguém que se submete a Alá e islamismo significa submissão a Alá.

Portanto, a resposta à pergunta é sim; de acordo com estas definições, o islamismo já existia.

O nome Alá já existia antes de Maomé?

Apesar do muçulmano, na média, crer que o islamismo, Alá e o Alcorão são conceitos revelados do céu a Maomé, através do anjo Gabriel, a resposta é sim. O islamismo, Alá e grande parte do Alcorão já existiam antes de Maomé. O pai de Maomé chamava-se Abed Alá, que significa "escravo de Alá".

A Enciclopédia do Islamismo nos fala que os árabes pré-islâmicos conheciam Alá como uma das divindades de Meca. Também já existia em Meca a pedra negra, por causa da qual as pessoas peregrinavam para Meca. Os peregrinos beijavam a pedra, prestando culto a Alá por meio dela. Segundo a Enciclopédia Chamber’s, "a comunidade onde Maomé foi criado era pagã, com diferentes localidades que tinham os seus próprios deuses, freqüentemente representados por pedras. Em muitos lugares haviam santuários para onde eram feitas peregrinações. Meca possuía um dos mais importantes, a Kaaba, onde foi colocada a pedra negra, há muito tempo um objeto de adoração.

Quem era Alá nos dias de Maomé?

Alá era o deus lua. Até hoje os muçulmanos usam a forma do quarto crescente sobre as suas mesquitas. Nenhum muçulmano consegue dar uma boa explicação para isso. Na Arábia havia uma deusa feminina que era a deusa sol e um deus masculino que era o deus lua. Diz-se que eles se casaram e deram à luz três deusas chamadas "as filhas de Alá", cujos nomes eram Al Lat, Al Uzza e Manat. Alá, suas filhas e a deusa sol eram conhecidos como os deuses supremos. Alá, Allat, Al Oza e Akhbar eram alguns dos deuses pagãos.

No chamado muçulmano para a oração, os muezzin clamam "Allah u Akbar", que significa Alá e Akbar. Os muçulmanos afirmam que não estão orando a Alá e Akbar, mas dizendo "Alá é grande".

No começo, Maomé deixava os seus seguidores prestarem culto a Alá, o altíssimo, e pedirem a intercessão de Allat e Al Oza e Mannat. Depois que conseguiu se tornar militarmente forte e bem armado, ele lhes ordenou que somente a Alá prestassem culto.

Quais são os Pilares do Islamismo?

Os muçulmanos vivem a sua fé de acordo com seis "pilares".

1- Recitar os dois credos: "Não há outro deus além de Alá e Maomé é o mensageiro de Alá." A simples declaração desta sentença é suficiente para alguém se tornar muçulmano e garantir a sua entrada no paraíso depois da morte, apesar de que todo mundo precisa primeiro ir para o inferno.

2- Orações: Eles precisam orar cinco vezes por dia, mas primeiro precisam passar pelo ritual da lavagem, se não Alá não ouvirá as suas orações.

3- Dar esmolas aos pobres (Zakat): Eles têm de dar dinheiro aos pobres, para o estado islâmico, para as mesquitas, etc.

4- Jejum: Especialmente importante durante o mês do Ramadan, que ocorre em torno da segunda semana de janeiro à segunda semana de fevereiro. Estas datas variam devido ao calendário islâmico.

5- El Haj: É a peregrinação a Meca para os que podem. A pessoa que completar a jornada passa a ser um haji.

6- Jihad: A maioria dos estudiosos muçulmanos considera o Jihad (que significa "guerra santa", ou lutar contra os não muçulmanos) o sexto pilar.

Queridos irmãos e irmãs, insisto para que orem para que Jesus Cristo possa manifestar-se aos muçulmanos e para que eles dobrem os joelhos para o nosso Pai celestial, "que deseja que todos os homens sejam salvos cheguem ao conhecimento da verdade" (1 Timóteo 2.4).

Dr Salim Almahdy
Fonte: A Voz dos Mártires

A Página de Ellen G. White

Trazendo-lhe as últimas investigações sobre Ellen G. White - www.ellenwhite.org 
Muitos falsos profetas têm saído pelo mundo. 1 João 4:1
"Estes livros... suportam a prova da investigação?"



22 de Outubro de 1844

As Coisas Se Complicam Para o Adventismo

Por Sydney Cleveland

Os adventistas do sétimo dia concordam que, segundo as Escrituras, o Dia da Expiação é o décimo dia do sétimo mês judaico: "Isso vos será por estatuto perpétuo: no sétimo mês, aos dez dias do mês, afligireis as vossas almas, e nenhuma obra fareis, nem o natural nem o estrangeiro que peregrina entre vós. Porque naquele dia se fará expiação por vós, para purificar-vos: e sereis purificados de todos os vossos pecados perante o Senhor".– Levítico 16:29-30.

Os adventistas do sétimo dia também concordam em que qualquer calendário judaico indicará que o sétimo mês judaico é o mês a que os judeus chamam de "Tishri". Para ajudar o leitor, os doze meses judaicos estão alistados abaixo, tendo o número de dias de cada mês e seu correspondente aproximado no calendário gregoriano:

Feitiçaria Pega no Crente?



I. EXPOSIÇÃO DO TEMA: 

É comum ouvirmos pessoas dizerem as outras: “fizeram um trabalho contra você!” Esta frase é suficiente para desequilibrar a vida de muita gente. Nosso povo é extremamente supersticioso, macumbado e dominado por este espírito de medo. Perguntam-me freqüentemente se isso de fato existe, isto é, se exerce efeito estes chamados trabalhos, mau-olhado, quebranto, pé-frio, vodu, mandingas, demandas, etc. Respondo que de fato é uma realidade espiritual, porém, não é a verdade, pois sabemos que a única verdade é aquela que procede de nosso Senhor Jesus Cristo (Jo. 14:6). Porém, aquele que está desguarnecido da presença do Senhor Jesus se torna vítima destas situações. A questão é: pode algum “trabalho” atingir a pessoa que realmente aceitou a Cristo como Salvador e Senhor, e hoje é nova criatura?

Segurança Eterna



Existem cinco coisas que deveriam acontecer antes que um salvo perca a sua salvação. Porém, são coisas impossíveis de acontecer!

Benny Hinn é um profeta de Deus?


Por Ciro Sanches Zibordi

Não há no mundo todo um conferencista (conferencista?) tão famoso quanto Benny Hinn. É ele um profeta de Deus, um pregador da Palavra? Ou um falso profeta, um animador e manipulador de auditórios? Suas pregações costumam ter conteúdo evangelístico? Enfocam o nome de Jesus? Como se sabe, o ponto alto de suas ministrações são algumas manifestações estranhas, que ocorrem, segundo ele, devido à "nova unção" que está sobre a sua vida.

Salvos Para Sempre



Deus prometeu que se crermos no Seu Filho, somos salvos da ira vindoura. Quão trágico é vermos crentes que temem perder sua salvação. Eles não compreendem uma das maiores promessas de Deus: nossa salvação é para sempre.

Medo de perder a salvação


É um sentimento muito comum, aos recém-convertidos ao Senhor, o medo de perderem a sua salvação, por notarem que o pecado continua a operar em sua carne. Como quem escreve estas linhas viveu também tal experiência e, pela graça de Deus, a superou, desejo ajudar os que sentem tal amargura que é o medo de se perderem novamente.

Nunca!



Por George Cutting


Será que alguma vez você se deu conta, querido leitor, de que a mesma palavra que concede o mais doce consolo ao verdadeiro crente, extingue completamente qualquer raio de esperança para o incrédulo, e não lhe deixa coisa alguma além de trevas e total desespero? Esta palavra é a mesma que aparece no início deste artigo.

Desvendando os Segredos do Candomblé

Por Pr. Joaquim de Andrade e Pr. Paulo Romeiro

I - Introdução 

O enorme crescimento das religiões mediúnicas no Brasil, nos últimos anos, tráz á reflexão uma série de temas que não podem passar despercebidos. O Candomblé, em especial, tem atraído a atenção de uma variada gama de estudiosos, para não mencionar o fato de que começa a fazer novos adeptos, cada vez mais, nas camadas mais letradas - onde sempre se localizou o preconceito.

Podemos perder a salvação?

Por Mario Persona

Minha dúvida está no versículo "Guarde o que tem para que ninguém roube sua coroa". Eu fiquei realmente sem saber explicar, como explicar que não se perde a Salvação e encontramos o Senhor dizendo pra tomar cuidado pra que ninguém roube nossa coroa??

Se Deus quer que todos sejam salvos, por que não salva todos?

Por Mario Persona

Sua dúvida é em 1 Timóteo 2:4 "Paulo estaria falando de todos os homens (seres humanos)? ou estará falando apenas nos homens que podem receber a verdade ou chegar ao conhecimento desta?"

Para ser salvo preciso ir a frente orar com o pastor?

Por Mario Persona

O ladrão na cruz nunca frequentou uma igreja e nem repetiu alguma oração pré-fabricada, no entanto foi salvo ao reconhecer-se pecador e pedir que Jesus se lembrasse dele. Se ler o livro de Atos você encontra muitas histórias de conversões, e cada uma é diferente da outra. Portanto não existe uma fórmula ou um ritual para ser salvo. A questão é entre você e Deus somente. A Palavra de Deus diz:

Um crente pode perder sua salvação?



Pergunta: Lendo Romanos 9,10 e 11 onde Paulo trata tambem esse assunto da eleiçao, Romanos 11:22 fala que podemos ser cortados.

O contexto de Rm 11:22 é o contraste entre Israel e gentios como testemunho na terra. Israel foi "cortado" dos privilégios que tinha (ao menos por algum tempo) e os gentios não devem achar que isso não possa acontecer também com eles. Veja que o assunto é o testemunho coletivo, não a salvação individual. Em um certo sentido, o arrebatamento da Igreja, apesar de representar uma bênção para cada crente individualmente, é também um "corte" no sentido que o testemunho como um todo falhou. Basta vermos o estado da última igreja (Laodicéia) em Apocalipse para entendermos isso. Depois de falar de Laodicéia o apóstolo João ouve um chamado "sobe até aqui" (cap. 4)

Você escreveu que "Jesus também falou em João 15 que quem nao da fruto è cortado". João 15 fala de dar fruto, não de salvação eterna (primeiramente a aplicação deve ser para Israel, já que ele disse isso inicialmente aos seus discípulos judeus antes da formação da Igreja). Logicamente não damos fruto a não ser quando estamos "ligados" à fonte, que é Cristo. O próprio "fogo" de que fala a passagem não é o juízo de Deus, mas circunstancial: "tais varas são recolhidas, lançadas no fogo e queimadas".

Veja que 1 Coríntios também fala em fogo e mesmo assim refere-se a pessoas salvas: 1Co 3:15 "Se a obra de alguém se queimar, sofrerá ele prejuízo; mas o tal será salvo todavia como que pelo fogo". Nos dois casos o que está sendo tratado são as obras ou o fruto do crente, não sua salvação. Caso contrário, no caso da figura das varas acabaríamos concluindo que a salvação é por esforço humano (permanecer em Cristo) e não por obra de Deus.

Você escreveu: "Tem muitas pessoas que aceitaram Jesus e agora vivem totalmente no pecado. Eu não acredito que eles são salvos! A bíblia fala que nem adúlteros, nem efeminados etc. herdarão o Reino de Deus".

É correta a idéia de achar que alguém não pode estar salvo porque suas obras negam a realidade de sua fé. A carta de Tiago fala disso pois está tratando das evidências da fé, e não do coração. A única forma de sabermos se alguém é salvo ou não é observando seu andar, mas mesmo assim isso não nos dá certeza absoluta. Você encontra muitos ateus e pessoas que adoram demônios vivendo vidas exemplares. Como saber?

Não dá para saber, pois não somos Deus, o único que sonda os corações. Você diria que um homem que adulterou e mandou matar o marido da adúltera para encobrir seu pecado seria salvo? E alguém que tivesse negado Jesus para salvar a pele? Davi e Pedro foram esses homens e foram salvos, portanto nunca é prudente tirarmos conclusões sobre as outras pessoas.

Além do mais, quando entendemos realmente o quanto somos pecadores e a profundidade do mal interior que existe em nosso coração, não olhamos mais com um sentimento superioridade para aqueles que exteriorizam isso em suas práticas. O Senhor ensinou que não é apenas o adultério exterior que conta, mas também o dos pensamentos. E a violência contra o próximo que é colocada em prática nada mais é do que a violência que maquinamos em nossos corações. Quem pode dizer que não peca? E, se pecamos, como podemos considerar que nosso pecado em oculto é menos grave do que o pecado de outro que é feito às claras?

Pode ter certeza de uma coisa: se não for por graça, ninguém é salvo. E se não for por graça, ninguém será capaz de permanecer salvo. Dependemos da graça e da misericórdia de Deus para nos salvar e para nos manter até que Cristo venha nos buscar.

Rom 3:9-10 "Pois quê? Somos melhores do que eles? De maneira nenhuma, pois já demonstramos que, tanto judeus como gregos, todos estão debaixo do pecado; como está escrito: Não há justo, nem sequer um".

Entenda que esse "não há um justo, nem sequer um" continua valendo para nós mesmo depois de salvos, pois não temos justiça própria que garanta nossa idoneidade diante de Deus. Dependemos da Cristo para Deus poder olhar para nós com outros olhos e nos considerar idôneos, não pelo que somos ou fazemos, mas por aquilo que Cristo é e fez para Deus.

Em suma, se tivéssemos apenas um vislumbre de como Deus vê o pecado, aí sim desistiríamos de qualquer tentativa de nos salvarmos a nós mesmos ou de nos mantermos salvos por nossos próprios esforços. Se dissermos que não pecamos, enquanto acusamos outros de serem mais pecadores do que nós, estamos incorrendo no pecado da mentira. O versículo a seguir não foi escrito para incrédulos, mas para crentes:

1 Jo 1:8 "Se dissermos que não temos pecado nenhum, enganamo-nos a nós mesmos, e a verdade não está em nós".

Quanto ao que você disse, de pessoas que aceitaram a Jesus e agora vivem totalmente no pecado, sempre cabe perguntar: Aceitaram mesmo ou apenas levantaram a mão em um culto evangélico ou se filiaram a uma religião?

Sugiro a leitura deste texto:

http://www.stories.org.br/textos/nunca.html

Mario Persona

Estas passagens falam de salvação por obras?


Sua dúvida é sobre as passagens que aparentemente seriam uma contradição à salvação pela fé por ensinarem que a salvação seria por mérito nosso e por aquilo que fazemos. Uma é Tiago 5:19, 20 que diz:

Voce diz que a salvação esta garantida sem perseverar?

Por Mario Persona

Quando você pensar no ladrão na cruz verá que ele foi salvo exclusivamente pela fé em Cristo, já que suas mãos e pés estavam presos e incapazes de fazer qualquer coisa para Deus. Se Deus exigisse qualquer outra coisa do homem além de crer, aquele ladrão estaria perdido.

Evolução: Verdade absoluta ou mais uma teoria furada?


Para celebrar o “ano de Darwin” em 2009, a revista alemã Die Zeit publicou um artigo de duas páginas com a manchete “Muito obrigado, Darwin!”, acompanhado de quatro páginas falando sobre evolução. Esse agradecimento foi para um homem que nasceu há 200 anos. Seu “revolucionário” livro A Origem das Espécies foi publicado há 150 anos. [Naquela época, nada se sabia sobre o DNA, o armazenamento de informações genéticas e sua transmissão].

Basta crer em Jesus para ser salvo?


Em um mundo com tantas religiões e diferentes vozes falando o que pensam a respeito da salvação, você descobrirá que a maioria daqueles que se dizem cristãos acreditam mais em seus próprios esforços do que em Jesus e em sua obra na cruz.

O que é Salvação (Em Dois Minutos) - Paul Washer

Este versículo não dá a entender que Rute manteve uma relação sexual com Boaz, depois de ele embriagar-se, a fim de obrigá-lo a resgatá-la? Rute 3:7

PROBLEMA: Depois de Boaz ter comido e bebido, ele foi deitar-se, após o que Rute veio mansamente e descobriu os pés de Boaz, e deitou-se com ele. Isso quer dizer que Rute teve uma relação com Boaz para obrigá-lo a resgatá-la?

O procedimento de Boaz e Rute não estaria em desacordo com a lei do levirato? Rute 4:3-8

PROBLEMA: Deuteronômio 25:5-10 delineia o que é conhecido como a lei do levirato. Se um homem morria e deixava sua esposa sem filhos, o irmão daquele homem era moralmente obrigado a casar-se com a mulher de seu irmão e gerar filhos no nome de seu irmão falecido. Essa prática assegurava que o nome de quem morria sem gerar filhos não ficaria sem descendência. Entretanto, Boaz não era irmão de quem tinha sido marido de Rute, e que falecera. Assim, o procedimento deles não estaria em desacordo com a lei do levirato?

Cuidado com o Mormonismo!

É muito comum encontrarmos dois rapazes jovens, belos, gentis e educados, vestidos de calça marrom e camisa bege, com um crachá sobre o bolso esquerdo onde se lê "Igreja de Jesus Cristo dos Santos do Últimos Dias", e já sabemos que se trata da dupla de Mórmons que circula o tempo inteiro pelas cidades e povoados, fazendo proselitismo, tentando ensinar a religião do Joseph Smith.

Não posso dizer que eles sejam maus elementos, porém garanto-lhes que são perigosos fanáticos religiosos, que tentam levar todo mundo para a sua Igreja, cuja sigla no Brasil é SUD. Eles não usam apenas a Bíblia como única regra de fé e prática, mas também o Livro de Mórmon e outros livros complementares, uma imitação da "santa madre", da qual copiaram muitas de suas doutrinas heréticas.

Infelizmente, mesmo sem seus membros menos graduados conhecerem esta verdade, o fato é que o Mormonismo odeia o Cristianismo. Vamos abrir o Dicionário de Aurélio e ver a significação exata do vocábulo "Odiar". Significa ter ódio, detestar, aborrecer, abominar, sentir aversão ou repugnância, aborrecer profundamente, desprezar, intrigar, indispor, inimizar, e por aí a fora...

Ao correr dos anos, quem pesquisa o Mormonismo pode notar que seus líderes têm usado muitas expressões pejorativas contra os cristãos evangélicos, a fim de comprovar esse ódio. Lemos que Joseph Smith, fundador da religião, que era maçom, ocultista e dado a visões celestiais, dizia que todas as igrejas cristãs estão erradas. Que toda a doutrina cristã é uma abominação. Que todos os cristãos são corruptos.

John Taylor afirmava que "a religião cristã é corrupta como o inferno" e é "uma máquina pronta a espalhar a obra do Diabo". Numa revista oficial da SUD lemos que "depois que os apóstolos faleceram, Satanás tomou o lugar de Deus no Cristianismo". 

Todos são ensinados que a SUD é a "única Igreja verdadeira", uma das coisas que os Mórmons copiaram do Catolicismo Romano. Em síntese, todas as demais Igrejas cristãs são falsas. No Livro de Mormon lemos que "existem apenas duas igrejas no mundo: a do Diabo e a do Cordeiro de Deus". Está meridianamente claro que eles consideram as outras Igrejas como sendo do Diabo. 

Os Mórmons não respeitam a Doutrina da Trindade, (que prega um só Deus em três Pessoas distintas, preferindo dizer que existem muitos deuses) e zombam dela como garotos malvados zombam de um aleijado na rua. Depois de estudar e pesquisar durante 14 anos sobre o Mormonismo, o Dr. John Smith, Diretor-Presidente do Jornal americano "The Evangel" faz as declarações acima, com as quais concordamos ao pé da letra.

Vendo as suas atitudes e pesquisando bem os fatos, nenhuma dúvida podemos ter de que realmente os Mórmons não amam cristãos evangélicos, embora sempre os tratem com deferência em suas Igrejas e afirmem que são cristãos, a fim de enganar os incautos.

Visitei algumas Igrejas Mormons e sempre era muito bem recebida, até que discordava da pregação de heresias tais como "o batismo salva", e "o homem se tornará um deus, porque Deus Pai já foi homem", etc., e logo era convidada a me retirar. 

Além das Capelas a Igreja Mórmon tem os templos (só em grandes cidades, que já tenham dado um lucro fabuloso à SUD e compensem a construção de um templo), onde são feitos serviços pelos mortos. Eles batizam os parentes dos membros e os cidadãos importantes do lugar, através de um substituto, dizendo que aquele parente irá para o Reino Celestial em razão desse batismo. E o interessante é que, segundo informações de alguns ex-membros, os bens desses mortos ficam hipotecados em nome da Igreja, o que sem dúvida é uma sórdida e fácil maneira de enriquecer a organização. A Igreja SUD achou por bem batizar Adolfo Hitler, após quase 50 anos de sua morte. Imaginem um monstro como este, que matou milhões de pessoas inocentes, (mais de 6 milhões só de Judeus), entrando no Reino Celestial e se tornando eventualmente um "deus"!

Quer seja o desprezo pelos cristãos fundamentado na ignorância, já que não lhes é permitido ler literatura evangélica cristã, no medo do inferno, na raiva, ou na combinação de todos esses fatores, o certo é que o Mormonismo deturpa o Cristianismo. Suas doutrinas são espúrias e mudam conforme o desejo de cada profeta, que, no momento em que deseja ensinar alguma aberração, vai logo se valendo de uma "visão" de Deus, a fim de confirmar seus argumentos, suas doutrinas anti-bíblicas, que aparecem conforme seus desejos carnais. Neste ponto o Mormonismo consegue ser até pior do que o Catolicismo Romano, que sempre colhe fortunas para retirar as almas do purgatório, enquanto o Mormonismo, batizando os parentes mortos, recolhe fortunas dos seus herdeiros.

Quando um Mórmon abandona a sua Igreja é terrivelmente perseguido, caluniado, difamado, seu negócio boicotado e se ele não tiver realmente se convertido ao Senhor Jesus Cristo terá de voltar à Igreja SUD, a fim de não entrar em colapso mental e financeiro. Esta tática eles aprenderam dos Jesuítas, em cuja "Monita" se encontram as instruções horripilantes de como perseguir um ex-membro da Ordem, levando-o até mesmo ao suicídio. 

Quando, porém, um Mórmon (bem assim um Católico Romano) se converte realmente, Deus, o Pai de nosso Senhor Jesus Cristo (e não Adão, o Deus dos Mórmons) o enche de fé e coragem através do Espírito Santo e ele sempre sai vitorioso do combate que trava contra as forças espirituais do mal que regem todas as falsas seitas e religiões. 

A história de Dennis e Rauni é um exemplo disso. O casal foi à falência porque deixou a Igreja SUD, mas hoje, congregando numa Igreja Batista, Dennis tem um bom emprego, Rauni é uma corretora de sucesso e estão evangelizando os Mórmons inocentes, que imaginam um dia se tornarem deuses, se obedecerem cegamente as exigências descabidas de sua Igreja.

Amigo mórmon, se você já descobriu que a sua Igreja é falsa e crê em seu coração que Jesus é Deus e não apenas "um deus". Se você deseja realmente a salvação de sua alma, pule fora dessa Igreja horrorosa. O Mormonismo, como o Catolicismo, é uma religião falsa e perigosa. Ela vende salvação em troca do seu dízimo, de suas ofertas e de todo o tempo que você teria disponível para ler a Palavra de Deus, de todo o amor e companheirismo que você poderia dar à sua família, em seus momentos de lazer. Enquanto você está numa capela mórmon ensinando ou escutando mentiras religiosas, ou no templo, fazendo o seu serviço pelos mortos, sua Igreja cresce e se engrandece para tornar ricos e abastados alguns líderes inescrupulosos que nem mesmo crêem no Livro de Mórmon Joseph Smith também não acreditava, porque foi ele mesmo quem o inventou, partindo da leituras de vários livros de ficção. Esta foi uma brincadeira que, como a Teoria da Evolução (Charles Darwin), deu satanicamente certo, arrebanhando milhões de almas para o inferno! Amigo, leia a Bíblia e veja que "para a liberdade foi que Cristo nos libertou e não devemos nos submeter a jugo de homens" (Gálatas 5:1).


Informações colhidas no jornal "The Evangel", 
edição julho/agosto 1997, Utah, USA.
E no livro "Mormonism", do casal Higley.
Tradução de Mary Schultze,

Como entender que este livro foi escrito durante, ou logo após, o período dos juizes? Juízes 18:30

PROBLEMA: Os eventos do livro de Juízes cobrem um período de cerca de 1380 a 1050 a.C.. Juízes 18:30 faz referência ao fato de que os filhos de Jônatas foram sacerdotes em Dã "até ao dia do cativeiro do povo". Entretanto, o cativeiro do povo de Israel aconteceu em 722 a.C. Portanto este livro, mencionando este evento, não poderia ter sido escrito no tempo dos juizes, nem logo depois.

Se o suicídio é um pecado, por que Deus abençoou Sansão por tê-lo cometido? Juízes 16:26-27

PROBLEMA: O suicídio é uma forma de assassinato e Deus disse: "Não matarás" (Êx 20:13). Há muitos casos de suicídio na Bíblia (veja os comentários de 1 Samuel 31:4) e nenhum deles recebeu aprovação do Deus. Contudo, Sansão cometeu suicídio com o aparente consentimento do Senhor.

Como Sansão conseguiu capturar trezentas raposas? Juízes 15:4

PROBLEMA: De acordo com Juizes 15:4, Sansão "tomou trezentas raposas; e, tomando fachos, as virou cauda com cauda, e lhes atou um facho no meio delas", "pôs fogo aos tições, largou-as na seara dos filisteus". Mas como poderia ele ter capturado tantas raposas assim?

Como Deus pôde usar a lascívia de Sansão por uma filha dos filisteus a fim de libertar Israel da opressão? Juízes 14:4

PROBLEMA: Quando Sansão foi a Timna, viu uma mulher dos filisteus com quem quis casar-se. Embora os pais dele o tivessem advertido a não prosseguir com tal relacionamento, por ser uma mulher ímpia e pagã, Sansão recusou-se a acatar o conselho. Entretanto, Juizes 14:4 nos mostra que o desejo de Sansão por aquela mulher provinha de Deus, de forma a poder usá-lo para derrotar os filisteus. Como entender que Deus usaria os desejos sensuais de Sansão para realizar a libertação de Israel da opressão dos filisteus?

SOLUÇÃO: Temos de entender que, embora Sansão tivesse sido dedicado por seus pais desde o nascimento para servir ao Senhor como nazireu, ele não tinha um compromisso integral com o Senhor. Sansão tornou-se uma pessoa obstinada e egoísta. Ele não era do tipo que se disporia a ir numa batalha contra os filisteus por razões de ordem espiritual. Conseqüentemente, para fazer com que ele se dispusesse a enfrentar os filisteus e propiciar assim a libertação de Israel, Deus fez uso dos interesses pessoais de Sansão para despertar a sua ira contra os filisteus. Às vezes, Deus usa homens ímpios para realizar seus bons propósitos.

MANUAL POPULAR de Dúvidas, Enigmas e "Contradições" da Bíblia - 
Norman Geisler - Thomas Howe.

Como é que Deus poderia permitir que Jefté oferecesse sua filha em holocausto? Juízes 11:29-40

PROBLEMA: Antes de sair para a batalha contra os filhos de Amom, Jefté fez um voto ao Senhor, através do qual ele ofereceria a Deus, em holocausto, quem primeiro da porta de sua casa lhe saísse ao encontro, caso o Senhor lhe concedesse vitória sobre seus inimigos. Quando Jefté retornou, a primeira pessoa que saiu ao seu encontro foi sua filha, Ele recusou-se a não honrar o voto que havia feito.

Por quanto tempo Israel habitou em Hesbom? Juízes11:26

PROBLEMA: Este versículo afirma que Israel estava na terra, desde o tempo de Moisés até o tempo de Samuel, por "trezentos anos". Entretanto, somando-se os tempos de cada um dos juízes, tem-se um total de cerca de 410 anos.

Como Jael pode ser louvada por um homicídio tão cruel? Juízes 5:6ss



PROBLEMA: A história da morte de Sísera pelas mãos de Jael descreve um assassinato violento e cruel (Jz 4:21). Entretanto, o cântico de Débora registrado em Juizes 5 louva Jael por ter matado Sísera. Como pode ela ser louvada por cometer um homicídio assim tão violento?

Sísera estava deitado quando Jael o matou, ou estava em pé, como Juizes 5:27 parece indicar? Juízes 4:21



PROBLEMA: De acordo com Juizes 4:21, Sísera estava deitado, "em profundo sono", quando Jael se aproximou dele "mansamente e lhe cravou a estaca na fonte, de sorte que penetrou na terra". Entretanto, Juízes 5:27 parece indicar que Sísera caiu depois de Jael ter atingido a sua cabeça com a estaca da tenda. Sísera estava deitado ou em pé quando foi morto por Jael?

Deus perdoa os homicídios? Juízes 4:21

(Veja os comentários de Juízes 3:20-21.)


MANUAL POPULAR de Dúvidas, Enigmas e "Contradições" da Bíblia - 
Norman Geisler - Thomas Howe.

A Bíblia aprova homicídios? Juízes 3:20-21

PROBLEMA: A Bíblia diz que "o Senhor lhes suscitou libertador" (Jz 3:15) para que Israel se livrasse de seu opressor, o rei Eglom, de Moabe. Então (v.21), relata como esse homem, Eúde, "estendendo a mão esquerda, puxou o seu punhal do lado direito e lho cravou no ventre" [de Eglom]. Como o Deus que proíbe o homicídio (Êx 20:13) perdoa um homicídio tão brutal como esse?

Calebe matou os filhos de Enaque ou simplesmente os expulsou? Juízes 1:20

PROBLEMA: Em Juízes 1:10, os três filhos de Enaque foram "feridos" por Judá. Mas no versículo 20 é dito que eles foram simplesmente expulsos de Hebrom, o que Josué 15:14 também afirma. O que aconteceu com os filhos de Enaque?

Os cananeus foram destruídos ou simplesmente subjugados? Juízes l:28ss

PROBLEMA: Josué 10:40 declara: "Assim feriu Josué toda aquela terra... destruiu a tudo o que tinha fôlego, sem deixar nem sequer um, como ordenara o Senhor Deus de Israel". Mas logo depois, quando o povo ocupou a terra que tinham conquistado, Juízes 1:28 diz que Israel "sujeitou os cananeus a trabalhos forçados; e não os expulsou de todo". Mas como isso poderia acontecer, se eles tinham sido totalmente destruídos?

A Busca do Aperfeiçoamento dos Santos na Prática da Evangelização. Mt 28 : 19,20

Pr. Eli da Rocha Silva

Aperfeiçoar os santos foi também a ‘preocupação’ de Deus ao estabelece na igreja as pessoas qualificadas na arte de aperfeiçoar (Ef 4.11).

Aperfeiçoar só é possível se existir o que deve ser aperfeiçoado. Assim sendo, qual tem sido a nossa prática de evangelização que deve ser aperfeiçoada?

A Apresentação do Evangelho



Por David Martyn Lloyd-Jones

A apresentação do evangelho é assunto sempre importante, pelas consequências eternas que dependem da nossa atitude para com o evangelho. Para mim não há necessidade de argumentar que é especialmente importante nos dias atuais por duas razões:

“Quem não evangeliza precisa urgentemente ser evangelizado”

O verdadeiro evangelismo brota espontaneamente de um coração regenerado pelo poder do Espírito Santo. A minha filosofia a este respeito, é a seguinte: “Quem não evangeliza precisa urgentemente ser evangelizado”. Não existe cristão sem missão, assim como não há corpo sem coração.

Falando sobre evangelização Dr. Christopher

° Nossa divisão, separação começou na Torre de Babel e no céu haverá a reunificação.

° A evangelização deveria ser a batida cardíaca da Igreja. Jesus prometeu...” Nos últimos dias viram pessoas do ocidente, do oriente etc... e depois virá o fim." 

Evangelizando os Adeptos das Seitas



"Porque não temos que lutar contra a carne e o sangue, mas, sim, contra os principados, contra as potestades, contra os príncipes das trevas deste século, contra as hostes espirituais da maldade, nos lugares celestiais." (Efésios 6 : 12)

Por que testemunhar?

Porque a Bíblia manda fazê-lo:


"[...] mas santificai nos vossos corações a Cristo como Senhor, estando sempre prontos a dar uma resposta a todo aquele que vos pedir razão da esperança que há em vós, mas com mansidão e temor." (1Pe 3.15) 

"Amados, enquanto eu empregava toda a diligência para vos escrever sobre a nossa comum salvação, vi-me obrigado a dirigir-vos esta carta, exortando-vos a pelejar pela fé uma vez para sempre confiada aos santos." (Jd 3) 

"[...] e não tenhais sociedade com as obras infrutíferas das trevas, mas antes reprovai-as." (Ef 5.11)

Quatro razões porque não evangelizam:

1. Não sabem evangelizar.
2. Têm medo de começar.
3. Desconhecem a Palavra de Deus.
4. Em 2 João 10 está escrito: “Se alguém vem ter convosco e não traz este ensino, não o recebais em casa nem o saudeis;” Muitos usam esta passagem como desculpa para não se envolver com pessoas ligadas a seitas. Mas os cristãos deveriam, exceto no caso de imaturidade ou despreparo espiritual, convidá-las a fim de lhes compartilhar o Evangelho.

Preparação básica para testemunhar

1- Seja um cristão convicto da vida eterna (1Jo 5.11-13). 
2- Conheça a Palavra de Deus – saiba em que e por que você crê (2 Tm 2.15). 
3- Familiarize-se com um bom método de ganhar almas. (por telefone, visitas nas casas etc.
4- Ore pelas almas que você quer ganhar para Jesus. 
5- Estude a seita e as doutrinas daquele a quem você pretende evangelizar. 
6- Muitas idéias falsas giram por aí, portanto documente suas declarações. 
7- Pense bem no que dirá a eles. Se possível, prepare uma mensagem ou dialogue com outro crente e anote sugestões.

O que fazer durante a evangelização

1- Enfatize Cristo acima de tudo para que vejam que você não luta contra pessoas e não está ali para atacá-los. 
2- Fale com convicção; dê seu testemunho pessoal de salvação. Paulo sempre fez isso, e os próprios adeptos das seitas são ensinados a fazer o mesmo com respeito a suas seitas. 
3- Mantenha o controle do diálogo. Você tem uma mensagem importante para compartilhar. 
4- Peça as definições das palavras usadas pelas seitas tais como: Deus, Jesus, Salvação, etc. Elas usam muito a terminologia cristã com outro sentido.
5- Seja honesto quando não souber responder algo e diga que vai verificar melhor tal assunto. Não se sinta embaraçado com isso, ninguém sabe tudo.
6- Use a Bíblia, quer eles creiam nela corretamente ou não. O Espírito Santo poderá usar as palavras que ele próprio inspirou.
7- Nunca termine um contato sem lhes dar uma literatura; não poderão discutir com os folhetos.
8- Seja paciente. Não tente ganhar a discussão com o prejuízo de perder uma alma.
9- Recomende-lhes algum ministério que possa ajudá-los.

Como abordá-los?

1- Não espere que as seitas venham até você: vá primeiro a eles.
2- Não gaste seu tempo em ataques ou ridicularizações. Isso pode transformá-los num inimigo em vez de num cristão.
3- Não permita que saltem de um assunto para outro sem responder às perguntas específicas.
4- Não pense que poderá convertê-los. Só o poder do Espírito Santo poderá convencer o homem do pecado, da justiça e do juízo. (Jo 16.8)
5- Anote o que você não pode responder ou comentar e procure estudar o assunto até o próximo encontro.
6- Não se descontrole emocionalmente: peça ajuda ao Espírito Santo, pois você está ali para mostrar razões e ganhar pelo argumento, não pelo grito.
7- Seja amigo de verdade, mesmo que seu interlocutor não se converta.
8- Não tente dizer tudo o que sabe numa só conversa. Seria desgastante, cansativo e dificultaria a compreensão.
9- Ore, sempre que possível, pelas pessoas que evangeliza.

Fonte: Internet

Mãe de Deus



Por ICP

O catolicismo romano, contrariando o Evangelho de João 2.1-2mãe de Jesus, considera Maria como se ela tivesse atributos da divindade, atribuindo-lhe os títulos: co-Redentora; Advogada; Refugio dos Pecadores; Arca de Noé; Medianeira etc.

Maria - Declarações Blasfemas:

Por ICP

1- Isso motiva então as palavras de Eádmero ao afirmar que nossa salvação será mais rápida, se chamarmos por Maria, do que se chamarmos por Jesus ("Glórias de Maria", S. Afonso de Ligório, Editora Santuário - Aparecida - SP, edição 1989, p. 208).

NOTA: Hebreus 7.25 afirma que a nossa salvação é efetuada inteiramente por Jesus.

Títulos e Honrarias a Maria

Por ICP

Existem cerca de 150 títulos dados a Jesus Cristo na Bíblia e que os cristãos precisam conhecer. Se não todos, pelo menos alguns deles devem ser conhecidos. Certamente isso evitará que aceitemos que os títulos atribuídos a Jesus sejam passados para Maria, sua mãe.

Posição de Maria na Bíblia

Por ICP

Maria procurou interferir na obra salvífica de Jesus por três vezes durante o seu ministério.

A primeira vez que Maria assim o fez foi quando Jesus visitou o templo, na idade de 12 anos.


"E quando o viram, maravilharam-se, e disse-lhe sua mãe: Filho, por que fizeste assim para conosco? Eis que teu pai e eu, ansiosos, te procurávamos. E ele lhes disse: Por que é que me procuráveis? Não sabeis que me convém tratar dos negócios de meu Pai?" (Lc 2.48-49).

Oração a Maria

Por ICP

Heresias ditas sobre Maria:


Sim desde que Jesus Cristo se dignou escolher Maria por Mãe, estava como Filho realmente obrigado a obedecer-lhe, diz S. Ambrósio. Tem Maria o grande privilégio de ser poderosíssima junto ao Filho, diz Conrado de Saxônia ("Glórias de Maria", S. Afonso de Ligório, Editora Santuário - Aparecida - SP, edição 1989, p. 151).

Porque Estudar as Falsas Doutrinas?

Defesa Própria

Tito 1.9 - Deve se manter firme na mensagem que merece confiança e que está de acordo com a doutrina. Assim ele poderá animar os outros com o verdadeiro ensinamento e também mostrar o erro dos que são contra esse ensinamento.

Proteção do Rebanho

Judas 3 - Meus queridos amigos e amigas, eu estava fazendo todo o possível para escrever a vocês a respeito da salvação que temos em comum. Então senti que era necessário escrever agora para animá-los a combater a favor da fé que, uma vez por todas, Deus deu ao seu povo.

Evangelização

Atos 17.17-18 - Ele ia para a sinagoga e ali falava com os judeus e com os não-judeus convertidos ao judaísmo. E todos os dias, na praça pública, ele falava com as pessoas que se encontravam ali. Alguns professores epicureus e alguns estóicos discutiam com ele e perguntavam: - O que é que esse ignorante está querendo dizer? Outros comentavam: - Parece que ele está falando de deuses estrangeiros. Diziam isso porque Paulo estava anunciando Jesus e a ressurreição.

Missões

Marcos 16.15 - Então ele disse: -Vão pelo mundo inteiro e anunciem o evangelho a todas as pessoas.

Aumenta a Nossa Fé

• Para combatermos as heresias somos impelidos a estudar mais a teologia e as doutrinas essenciais da fé cristã, tais como: Salvação, Trindade, Inferno etc. Tudo isso resulta em mais edificação espiritual.

• Ao estudarmos as aberrações doutrinárias das seitas somos capazes de avaliarmos quão alicerçados estamos no Evangelho da Graça de Deus e como o evangelho genuíno de Cristo é simples e descomplicado ante as incoerências heterodoxas das seitas. Isto serve como um antídoto contra as heresias das seitas.

Definições dos Termos

Seita e Heresia

• Escolha, partido tomado, corrente de pensamento, divisão, escola etc.

• Um grupo de indivíduos reunidos em torno de uma interpretação errônea da Bíblia.

• É uma perversão, uma distorção do Cristianismo e/ou a rejeição dos ensinos históricos da Igreja Cristã.

• Qualquer religião tida por heterodoxa ou mesmo espúria.

Doutrinas

• Doutrinas de Deus – Atos 13.12; 1.42; Tito 2.10;

• Doutrinas de Homens – Mateus 15.9; Colossenses 2.22;

• Doutrinas de Demônios – 1Tm 4.1

Caracterização das Seitas

Método dos quatro caminhos.

As seitas conhecem as operações matemáticas, contudo, nunca atingem o resultado satisfatório.

Adição

• O grupo adiciona algo à Bíblia. Sua fonte de autoridade não leva em consideração somente a Bíblia.

Subtração

• O grupo tira algo da pessoa de Jesus.

Multiplicação

• Pregam a auto-salvação. Crer em Jesus é importante, mas não é tudo. A salvação é pelas obras. Às vezes, repudiam publicamente o sangue de Jesus.

Divisão

• Dividem a fidelidade entre Deus e a organização. Desobedecer à organização ou à igreja equivale a desobedecer a Deus. Não existe salvação fora do seu sistema religioso da própria organização ou igreja.

Outras Características

• Falsas profecias
• Negação da ressurreição
• Posições distintas (Atos 23.8)
• Ensinos Graves (Atos 15.1)


Versículos:


"Cuidado com os falsos mestres que vêm disfarçados em ovelhas inofensivas, mas são lobos, e vão despedaçar vocês." Mateus 7.15

"Não participem das coisas sem valor que os outros fazem, coisas que pertencem à escuridão. Pelo contrário, tragam todas essas coisas para a luz." Efésios 5.11

"O Espírito de Deus diz claramente que, nos últimos tempos, alguns abandonarão a fé. Eles darão atenção a espíritos enganadores e a ensinamentos que vêm de demônios." 1 Timóteo 4.1

"No passado apareceram falsos profetas no meio do povo, e assim também vão aparecer falsos mestres entre vocês. Eles ensinarão doutrinas destruidoras e falsas e rejeitarão o Mestre que os salvou. E isso fará cair sobre eles uma rápida destruição." 2 Pedro 2.1

"Meus queridos amigos e amigas, não acreditem em todos os que dizem que têm o Espírito de Deus. Ponham à prova essas pessoas para saber se o espírito que elas têm vem mesmo de Deus; pois muitos falsos profetas já se espalharam por toda parte." 1 João 4.1

"Meus queridos amigos e amigas, eu estava fazendo todo o possível para escrever a vocês a respeito da salvação que temos em comum. Então senti que era necessário escrever agora para animá-los a combater a favor da fé que, uma vez por todas, Deus deu ao seu povo. Pois alguns homens que não temem a Deus entraram no meio da nossa gente sem serem notados. Eles torcem a mensagem a respeito da graça do nosso Deus a fim de arranjarem uma desculpa para a sua vida imoral. E também rejeitam Jesus Cristo, o nosso único Mestre e Senhor. Há muito tempo que as Escrituras Sagradas anunciaram a condenação que eles já receberam." Judas 3,4


Fonte: Internet

Afro-brasileiras - Indice

° Macumba
° Umbanda

Todos os caminhos levam a Deus?


As pessoas têm o direito de professar a religião de sua escolha.
A tolerância religiosa é extensiva a todos.
Isso não significa, porém, que todas as religiões sejam boas.

João Batista era Elias Reencarnado?

Dizem os espíritas:

"A noção de que João Batista era Elias e de que os profetas podiam reviver na terra,..." (O Evangelho segundo o Espiritismo).

Quem quiser estudar a Bíblia terá que seguir uma regra básica de interpretação que é:

“A Bíblia interpreta a própria Bíblia”. 

Portanto, somos impedidos de laçar mão de interpretações subjetivas para consubstanciar as nossas próprias idéias. Os Espíritas, como eles mesmos já afirmara (leia no tópico anterior), interpretam a Bíblia ao seu bom prazer e de acordo com convicções pré-concebidas. Entretanto, não é assim que se faz para se tirar uma real interpretação.

É preciso analisar o texto e o seu contexto, de Gênesis a Apocalipse e depois concluir o que realmente diz a Bíblia. Se você quer entender sobre o tema referido pegue uma Bíblia e nos acompanhe em nessa explicação, pois para os evangélicos toda a Bíblia é inspirada e não usamos somente o que interessa como fazem os espíritas.

Sobre João Batista, diz Lucas 1:17:

"E irá adiante dele no espírito e poder de Elias, para converter os desobedientes à prudência dos justos e habilitar para o Senhor um povo preparado. 

Isto não quer dizer, de forma nenhuma, que João fosse Elias, mas que no seu ministério profético, haveria peculiaridades do ministério de Elias. De fato, a Bíblia não trata de nenhum outro caso de dois homens tão parecidos como João Batista e Elias. Lembra o refrão popular: Tal pai, tal filho. Isto não quer dizer que o filho seja absolutamente igual ao pai, ou que seja a reencarnação do outro, mas sim, que existe hábitos comuns a ambos.

QUATRO PONTOS A CONSIDERAR

Dentre as muitas razões porque cremos que João Batista não era Elias, queremos citar apenas quatro:

1) – Os judeus criam que João Batista fosse Elias ressuscitado, não reencarnado (Lucas 9:7,8).

2) – Se a reencarnação é o ato ou efeito de reencarnar, pluralidade de existência com um só espírito, é evidente que um vivo não pode ser reencarnação de alguém que não morreu. Fica claro assim que João não era Elias já que este não morreu, tendo sido arrebatado vivo para Deus (II Crônicas 2:11).

3) – João Batista disse abertamente, sobre essa questão, quando lhe perguntaram: “És tu Elias?”, ele respondeu desembaraçadamente: “Não sou” (João 1:21). Parece que, se a reencarnação existe, Jõao Batista foi um dos que nunca creu nela.

4) Se João Batista fosse Elias, no momento da transfiguração de Cristo teriam aparecido Moisés e João (que já era morto também) e não Moisés e Elias (Mateus 17:1-8).

Fica mostrado, portanto, que a Bíblia não apóia a absurda teoria espiritista da reencarnação. Até mesmo os chamados “fatos comprovados” de reencarnação apresentada pelos defensores do Espiritismo, não provam coisa alguma.

Fonte: Internet

A Mensagem do Novo Ateísmo - Tim Keller

Assunção de Maria

Por ICP

O ensino católico é:

"Na festa da Assunção da Santíssima Virgem, a Igreja celebra a morte preciosa e a gloriosa assunção da Virgem Maria ao Céu. Com a alma de Maria foi levada ao Céu também o seu corpo. A assunção de nossa Senhora em corpo e alma ao céu foi definida pelo Santo Padre Pio XII, em 1o de novembro de 1950" ("Terceiro Catecismo de Doutrina Cristã", Editora Vera Cruz Ltda., Ia edição, agosto de 1976; p. 219, resposta às perguntas 173,175).

A Virgem Maria

O padre católico André Carbonera em um artigo denominado de Pascoladas declara algo que vai mais além do que uma crítica aos evangélicos em decorrência da nossa posição bíblica com relação aos títulos e honrarias que os católicos tributam a Maria.

Muitos afirmam crer em Jesus, mas têm ódio da Mãe do mesmo Jesus... Ah, eu adoro Jesus! Tenho Jesus no meu coração. Jesus é meu tudo. Entretanto, desconhecem, negam, rejeitam e insultam a Mãe de Jesus... em nosso peregrinar terráqueo, quanto mais pistolões houver, melhor! Por que jogar fora, então, aqueles que pedem e rezam por nós, bem pertinho de Deus e de Jesus, como Maria e os Santos? Sena uma inútil auto-suficiência e uma enorme burrice...!

Primeiramente deixamos claro que não odiamos Maria, mãe de Jesus. Só queremos vê-la no seu próprio lugar indicado na Bíblia. Como poderíamos odiar Maria? E uma acusação sem fundamento. Em toda a literatura evangélica sobre a identidade de Maria não pode ser encontrado algo que possa justificar essa acusação tão absurda. Amamos Maria como a mãe de Jesus como apresentada na Bíblia.

Para desfazer esse equívoco, nada melhor do que apresentar o que a Bíblia realmente fala de Maria e depois confrontar com a posição católica sobre Maria.

Para esse confronto vamos examinar o livro "Glórias de Maria" de S. Afonso de Ligório, doutor da Igreja e fundador da congregação do Santíssimo Redentor. O nome da editora é Editora Santuário, de Aparecida, onde se situa o Santuário da Conceição Aparecida. Os editores informam que o livro é uma das obras mais conhecidas do santo doutor. Um livro que, em 23 7 anos, teve 800 edições, ainda que marcado pelo tempo, não precisa de justificativas para ser reeditado. Abordando o valor do livro o tradutor assim se pronuncia: Com as Glórias de Maria ergueu Afonso um perene monumento de seu terno e vivíssimo amor a Mãe de Deus ("Glórias de Maria". S. Afonso de Ligório, Editora Santuário - Aparecida - SP, p. 13).

Diz ainda o tradutor: São freqüentes no presente livro as referências a Revelações. Que pensar sobre tais Revelações? Tais Revelações feitas por Deus mesmo, ou por meio de anjos e santos, são possíveis, são reais, e sempre existiram na Igreja. Pertencem à categoria das graças extraordinárias de Deus ("Glórias de Maria", S. Afonso de Ligório, Editora Santuário, Aparecida - SP, p. 15).

Não pode ser alegado, pois, que se trata de obra não reconhecida pela Igreja Católica Romana.

Nesse confronto verificamos que os títulos e honrarias prestados a Jesus na Bíblia são transferidos a Maria, colocando-a, em diversas oportunidades, como alguém que se deve recorrer, de preferência, à pessoa augusta e soberana de nosso Senhor Jesus Cristo.

Por ICP

Maria é deusa para os católicos?

Por ICP

Os católicos manifestam seu sentimento de profunda tristeza quando afirmamos que Maria é reconhecida como deusa no catolicismo. Dizem que não estamos sendo honestos nessa declaração, mas os fatos falam por si mesmos.O livro "Glórias de Maria" atribui a Maria toda a honra e toda a glória que a Bíblia confere ao Senhor Jesus Cristo. Chama Maria de onipotente e por outros atributos divinos.

Outros exemplos do Mariocentrismo católico:


Por ICP

1. Existe mais Igrejas Romanas em honra, louvor, adoração e homenagem a Maria, do que a Jesus Cristo;

2. O terço romano: O Rosário se divide em três Terços: Mistérios Gozosos, Dolorosos e Gloriosos. O Terço é um conjunto de Ave-Marias e Pai-Nossos. São cinqüenta Ave-Marias rezadas em grupos de dez, que se chamam Mistério. Após cada Mistério segue um Pai-Nosso. O Terço é a terça parte do Rosário ("Rezemos o Terço", Pe. José Geraldo Rodrigues. Editora Santuário - Aparecida-SP, 1996, pp. 4-5). Se ora mais a Maria, que ao Pai.

Dogma da Igreja Romana Sobre Maria X Ensino da Bíblia Sobre Maria

Por ICP

Igreja Romana 1. - Maria, Mãe de Deus Concilio de Éfeso, 431
Bíblia Sagrada 1. - Maria, Mãe de Jesus (Mt 1.18-25)

O Mariocentrismo Católico Romano (Mariolatria)

A Igreja Católica Apostólica romana tributa a Maria, mãe de Jesus, vários títulos e honrarias que pertencem exclusivamente a Jesus Cristo.

Com isso não concordam os evangélicos e isto tem provocado uma animosidade entre católicos e evangélicos, julgando os católicos que os evangélicos desrespeitam Maria, mãe de Jesus. E uma situação que logo vem à baila quando falamos com os católicos sobre Maria.

Os evangélicos se esforçam para respeitar Maria dentro do que diz a Bíblia sobre ela, enquanto o ensino católico no Brasil sobre Maria é tão fora da Bíblia que o culto que se presta a Maria pode ser visto como simplesmente Mariolatria. Essa nossa colocação é vista como imprópria pelos católicos, no entanto, a Igreja Romana, na ansiedade de defender e provar seus ensinos sobre Maria, tornou-se Mariocêntrica, diferente do cristão, que é Cristocêntrico.

A) O Que é Cristocêntrico?

É ter Jesus Cristo como centro da fé, como a Bíblia Sagrada nos ensina, ter a Jesus como único e suficiente salvador, mediador, consolador;

B) O Que é Mariocêntrico?

É ter Maria como centro da fé, como mediadora, consoladora, intercessora, advogada;

Pode Ser o Cristão Cristocêntrico e Mariocêntrico?

Não, ninguém pode servir a dois senhores (Mt 6.24), há um só senhor, (1 Co 8.5-6), há um só salvador (At 4.12), há um só mediador (1 Tm 2.5).

Por ICP
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Seguir por Email

Irmãos

Marcadores

dificuldades bíblicas (952) Norman Geisler (837) Thomas Howe (770) Deus (204) Testemunhas de Jeová (171) Bíblia (137) Catolicismo (110) Don Stewart (107) Salvação (99) Jesus Cristo (92) Mateus (91) Evangelismo (90) Gênesis (87) Adventismo (80) David A. Reed (71) Ron Rhodes (67) João (64) divindade de Jesus (64) Atributos de Deus (60) Apologética (49) idolatria (47) Êxodo (47) Salmos (46) mariolatria (44) Deuteronômio (42) pecado (42) trindade (42) ressurreição (40) Espiritismo (38) Lucas (38) Mario Persona (38) Moisés (37) Islamismo (34) sono da alma (34) 1 Samuel (33) profecias (33) sábado (33) 1 Coríntios (32) Números (32) seitas orientais (32) videos (31) seitas e heresias (30) HQ (29) Paulo (29) tradução do novo mundo (29) Maria (28) céu (27) Mormonismo (26) Atos (25) Isaías (25) ciência (25) história (25) inferno (25) aniquilacionismo (24) 2 Reis (23) Davi (23) escatologia (23) reencarnação (23) Espírito Santo (22) Videos Evangelismo (22) mal (22) oração (22) Hebreus (21) existência de Deus (21) mandamentos (21) apocalipse (20) imortalidade da alma (20) 2 Samuel (19) (19) Marcos (19) Romanos (19) morte (19) Abraão (18) Eclesiastes (18) Ateísmo (17) Israel (17) Josué (17) Lei (17) Provérbios (17) boas obras (17) 1 Reis (16) Discipulado (16) Evolucionismo (16) Levítico (16) falsos profetas (16) 2 Crônicas (15) Homossexualismo (15) Matt Slick (15) Ufologia (15) evangelho (15) imagens (15) vinda de Cristo (15) Ezequiel (14) Jeremias (14) Juízes (14) alma (14) apócrifos (14) Salomão (13) milagres (13) sociedade torre de vigia (13) Adão (12) (12) Homem (12) Satanás (12) anjos (12) corpo (12) força ativa (12) igreja (12) tradição (12) 1 Crônicas (11) Maomé (11) Messias (11) criação (11) 144 mil (10) Colossenses (10) Daniel (10) arqueologia (10) arrebatamento (10) consulta aos mortos (10) dinheiro (10) nova era (10) paraíso terrestre (10) universalismo (10) At (9) Ellen G. White (9) Jacó (9) Pai (9) Teologia da Prosperidade (9) Tiago (9) eleição (9) nome Jeová (9) Elias (8) Hinduísmo (8) Judaísmo (8) ceia do Senhor (8) crucificação (8) diabo (8) graça (8) macumba (8) predestinação (8) teodicéia (8) transfusão de sangue (8) 1 Pedro (7) 1 Ti­móteo (7) Budismo (7) Bíblia Apologética (7) Efésios (7) Eva (7) Israel x Igreja (7) Papa (7) Pedro (7) Verdade (7) aborto (7) certeza (7) meditação transcendental (7) mentira (7) pacto (7) parábolas (7) purgatório (7) quimbanda (7) umbanda (7) 1 João (6) Palavra da Fé (6) arca de Noé (6) demônios (6) espírito (6) eucaristia (6) filhos de Deus (6) fé x razão (6) genealogia (6) juízo investigativo (6) nascer de novo (6) não-crentes (6) perdão (6) religiões (6) sacri­fício (6) sola scriptura (6) vida eterna (6) Caim (5) Ciência Cristã (5) Cântico dos Cânticos (5) Dia do Senhor (5) Downloads (5) Eliseu (5) Esdras (5) Ester (5) Filipenses (5) Kirk Cameron (5) Missões (5) Mitologia (5) NT (5) Ray Comfort (5) Saul (5) Testemunhos (5) adoração (5) arcanjo Miguel (5) ascensão (5) casamento (5) orixás (5) perder (5) poligamia (5) politeísmo (5) seitas diversas (5) sofrimento (5) templo (5) traduções (5) Alcorão (4) Criacionismo (4) Gálatas (4) Joel (4) Jonas (4) João Batista (4) Judas irmão de Tiago (4) Livros (4) Neemias (4) arrependimento (4) divórcio (4) fim do mundo (4) galardão (4) indulgências (4) novo nascimento (4) ocultismo (4) santos (4) suicídio (4) 1 Tessalonicenses (3) 2 Coríntios (3) 2 Pedro (3) Alá (3) Filemom (3) Isaque (3) Judas Iscariotes (3) Justificação (3) Melquisedeque (3) Oséias (3) Paulo Sérgio de Araújo (3) Pentecostes (3) Sacramentos (3) Tito (3) agnosticismo (3) batismo pelos mortos (3) benção (3) besta (3) bramanismo (3) carne (3) cristianismo (3) dons (3) ecumenismo (3) escravidão (3) exclusivismo (3) feitiçaria (3) filosofia (3) livre arbítrio (3) meninos de Deus (3) oração pelos mortos (3) pan­teísmo (3) pena capital (3) pentecostalismo (3) politeísta (3) refeição noturna (3) regeneração (3) relíquias (3) santuário celestial (3) segurança (3) sexo (3) taoísmo (3) testemunho Adventista (3) videos testemunhas de Jeová (3) 2 João (2) 2 Tessalonicenses (2) Ageu (2) Amós (2) Autor (2) C. S. Lewis (2) Egito (2) Enoque (2) Golias (2) Habacuque (2) Humor (2) ICP (2) King James (2) Lázaro (2) Lúcifer (2) Malaquias (2) Obadias (2) Paul Washer (2) Paz (2) Pergunta do Leitor (2) Páscoa (2) Rute (2) Sansão (2) São Jorge (2) Tim Conway (2) Unidade Pentecostal (2) William Lane Craig (2) adultério (2) amigos (2) apóstolos (2) arca da aliança (2) astrologia (2) batismo (2) bebidas alcoólicas (2) charlatão (2) comunismo (2) conversão (2) crianças (2) cristãos (2) curar (2) dispensação (2) estaca (2) estado intermediário (2) extrema-unção (2) família (2) grande tribulação (2) hare krishina (2) hedonismo (2) igreja messiânica mundial (2) incesto (2) jejum (2) línguas (2) maldição (2) maçonaria (2) missa (2) mulher (2) onipresença (2) onisciência (2) paganismo (2) primogênito (2) teologia (2) testemunho TJ (2) transubstanciação (2) unicismo (2) vidente (2) 2 Ti­móteo (1) 3 João (1) Abba (1) Adolf Hitler (1) Anjo do Senhor (1) Anticristo (1) Antigo Testamento (1) Arminianismo (1) Benny Hinn (1) Biblia na Linguagem de Hoje (1) Bruxaria (1) Cabala (1) Ceticismo (1) Charles Haddon Spurgeon (1) Congregação Cristã no Brasil (CCB) (1) Código Da Vinci (1) Dalai Lama (1) Debates (1) Dia da Expiação (1) Eli (1) Estêvão (1) Festa dos Tabernáculos (1) Freud (1) Gamaliel (1) Hiper-Calvinismo (1) Igreja da Unificação (1) J. G. Bellet (1) J. H. Smith (1) Jerusalém (1) John Piper (1) Josefo (1) Labão (1) Lamentações (1) Leviatã (1) Lutero (1) Manuscritos do Mar Morto (1) Mardoqueu (1) Maria Madalena (1) Miquéias (1) Moral (1) Mordechai (1) NVI (1) Naum (1) Novo Testamento (1) Programas (1) R.C. Sproul (1) Reforma (1) Relativismo (1) Septuaginta (1) Sofonias (1) Sócrates (1) Terra Santa (1) Teísmo (1) Tomás de Aquino (1) Vodu (1) Wicca (1) Zacarias (1) Zeitgeist (1) acepção (1) ahmadi (1) aniversário (1) blasfemar (1) cabelo (1) carnaval (1) circuncisão (1) cobiçar (1) confucionismo (1) costume (1) cronologia (1) cruz (1) cultura (1) denominação (1) deísmo (1) dilúvio (1) esposa (1) essênios (1) falun dafa (1) falun gong (1) fariseus (1) feng shui (1) fé mundial bahá'í (1) hades (1) história mormonismo (1) história testemunhas de Jeová (1) holocausto (1) humanidade (1) igreja da unificação (moonistas) (1) incredulidade (1) jainismo (1) jardim do Éden (1) ju (1) julgamento (1) karma (1) lepra (1) mahikari (1) maniqueísmo (1) mel (1) milênio (1) modalismo (1) monoteísmo (1) médium (1) onipotência (1) perfect liberty (1) placebo (1) profeta (1) profissão (1) psicanálise (1) purim (1) responsabilidade (1) sac (1) saduceus (1) santificação (1) santuário (1) seicho-no-iê (1) sheol (1) sikhismo (1) sincretismo (1) soberania (1) superstição (1) tabernáculo (1) teofania (1) torre de Babel (1) transfiguração (1) tártaro (1) unitarismo (1) vida (1) videos mormonismo (1) véu (1) vício (1) xintoísmo (1) yoga (1) zoroastrismo (1)

Menu

Postagens populares

Top 10 do Mês

O Arrebatamento será rápido como um relâmpago?

"...como o relâmpago..."  (Mt 24:27) Já ouviu alguém ensinando isso? O arrebatamento será num abrir e fechar de olhos, rápido...

Top 10 Geral