História Adventista


O mundo estava para acabar em 1844 com a Segunda Vinda de Cristo, prevista por William Miller, um pregador itinerante da igreja Batista da Nova Inglaterra. Seguidores de Miller condenaram todas as igrejas da época como apóstatas e "Babilônia", advertindo os cristãos a saírem delas. Um grande número de pessoas aderiram ao movimento do "advento", o qual cresceu rapidamente. (Melton, J. Gordon, Encyclopedia of American Religions, Vol. 2, pp. 21–22).

Cristo não voltou em 1844. Após este "Grande Desapontamento", um "pequeno rebanho" ainda insistia que a data de suas previsões originais estavam corretas. Eles decidiram que o evento marcado para 1844 não era a Segunda Vinda, mas a entrada de Cristo no Santo dos Santos no Santuário Celestial. Sobre o Santuário, eles diziam: Cristo começou o "Juízo Investigativo". Esta doutrina foi recebida e aprovada por Ellen G. White (Ibid., p. 680).

De 1844 a 1851 o grupo ensinou a doutrina da "porta fechada", com base na parábola de Jesus sobre as dez virgens. Quem não aceitou a mensagem adventista no momento em que Jesus entrou no Santo dos Santos estaria excluído permanentemente, assim como as cinco virgens loucas. Cortado do Noivo, eles não podiam juntar-se aos adventistas ou ter alguma esperança de vida eterna. Ellen White não só aprovou e ensinou esta doutrina, como a sua experiência da primeira visão foi a grande responsável pela doutrina ter sido recebida pelo grupo adventista. (Brinsmead, Robert, D., Judged by the Gospel: A Review of Adventism, pp. 130–33).

Em 1846 o grupo já havia adotado a visão dos Batistas do Sétimo Dia de que o Sábado do Sétimo Dia deve ser observado pelos cristãos. Uma forma muito elevado desta doutrina, juntamente com a doutrina do juízo investigativo, tornou-se a característica principal do Adventismo do Sétimo Dia. Em 1850, Tiago e Ellen White começaram a publicar a revista, The Review & Herald, para divulgar as doutrinas adventistas e sabatistas. Isso ajudou a muitos dos remanescentes "mileritas" a se reunirem em um corpo distinto que adotou em 1860 o nome de Igreja Adventista do Sétimo Dia, e formalmente incorporada em 1863, com cerca de 3.500 membros em 125 congregações (Encyclopedia of American Religion, Vol. 2, p. 681).

Ellen White nunca teve um título oficial como a cabeça da igreja, mas foi um dos seus fundadores e uma reconhecida líder espiritual. Ela dissimuladamente recusou-se bastante a reivindicar o título de "profeta", em vez disso chamava-se "mensageira" (Damsteegt, P.G., et. al., Seventh-day Adventists Believe. . ., p. 224). Mas ela afirmou ter o "espírito de profecia", e que suas mensagens vieram diretamente de Deus para orientação e instrução da igreja. Com o seu conhecimento e a aprovação de outros membros, aceitou ser chamada de profeta, e até mesmo de "Espírito da Profecia" (Barnett, Maurice, Ellen G. White & Inspiration, pp. 5–17).

Tendo apenas uma educação de terceiro grau, Ellen White disse que durante anos fora incapaz de ler, reforçando assim a alegação de que sua prosa bonita foi inspirada por Deus. No entanto, foi descoberto que ela não apenas lia, como também havia plagiado de outros autores cristãos praticamente em todos os seus escritos. Os fatos tristes desta questão têm sido exaustivamente e indiscutivelmente confirmados e documentados em vários livros. (veja; Rea, Walter, The White Lie; and Judged by the Gospel, pp. 361–83). Ellen White morreu em 1915 aos 88 anos.

Historicamente, evangélicos têm tido dificuldades em definir e classificar os ASD. Muitas doutrinas da IASD são biblicamente ortodoxas. Dentro de suas fileiras encontramos muitos cristãos verdadeiros, alguns até mesmo em posições de destaque. Em vários pontos de sua história, mais notavelmente na Conferência Geral de 1888, a IASD tem sido abalada pelo evangelho bíblico. Na década de 1970 isso se tornou muito intenso (veja: Paxton, Geoffrey, J., The Shaking of Adventism).

Infelizmente, isso produziu uma polarização. Os administradores da igreja em geral, tornaram-se mais enraizada nas posições pouco ortodoxas da IASD tradicional, enquanto alguns pastores e até mesmo congregações inteiras deixaram ou foram convidados a deixar a IASD (“From Controversy to Crisis,” CRI Journal, Vol. 11, No. 1, pp. 9–14).

Em publicações oficiais da IASD, continua a defender lendas de Ellen White, e ainda mantem a posição de que não houve diferença no grau de inspiração entre o que Ellen recebeu e o que escritores da Bíblia receberam (Review & Herald, 4 October 1928, p. 11; “Source of Final Appeal,”Adventist Review, 3 June 1971, pp. 4–6; G. A. Irwin, Mark of the Beast, p. 1; “The Inspiration and Authority of the Ellen G. White Writings,” Adventist Review, 15 July 1982, p. 3; Ministry, October 1981, p. 8; veja também, Judged by the Gospel, pp. 125–30). Em junho do ano 2000, em sua Conferência Geral, votaram de forma mais agressiva para afirmar e apoiar o "Espírito de Profecia através do ministério de Ellen White" (Adventist Today, [online: July 2000] ).

Eles também ensinam uma série de outras doutrinas claramente irreconciliáveis ​​com o evangelho bíblico (veja algumas dessas doutrinas AQUI). Enquanto essas coisas continuarem, os evangélicos devem persistir em questionar o status da organização ASD no cristianismo, e muito mais, sua pretensão de ser a única e verdadeira, "Igreja Remanescente" de Deus no tempo do fim .

Fonte: http://www.watchman.org/

Tradução: Hélio S. Júnior

Seventh-day Adventist History

Em Cristo,

Hélio S. Júnior

0 comentários:

Postar um comentário

REGRAS AO COMENTAR:

"Nenhuma palavra torpe saia da boca de vocês, mas apenas a que for útil para edificar os outros, conforme a necessidade, para que conceda graça aos que a ouvem. Não entristeçam o Espírito Santo de Deus, com o qual vocês foram selados para o dia da redenção. Livrem-se de toda amargura, indignação e ira, gritaria e calúnia, bem como de toda maldade. Sejam bondosos e compassivos uns para com os outros, perdoando-se mutuamente, assim como Deus perdoou vocês em Cristo." [Efésios 4:29-32 (NVI)]

1 - Todos os usuários deverão se identificar de alguma forma (nome, apelido ou pseudônimo).

2 - Comentários somente com letras maiúsculas serão recusados.

3 - Comentários ofensivos serão deletados.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Dúvidas entre em contato - helio.juniorjp@gmail.com - "Estejais sempre prontos para responder a todo aquele que pedir a razão da esperança que há em vós" (I Pe. 3.15)

Irmãos