Isaías 9.6 indica que o Filho de Deus é também Deus, o Pai, mostrando assim que a doutrina da Trindade é falsa, como acreditam os adeptos da seita Unidade Pentecostal?

A MÁ INTERPRETAÇÃO: A doutrina cristã ortodoxa mantém a respeito da Trindade a idéia de que Deus é um único Deus formado por três pessoas — o Pai, o Filho, e o Espírito Santo. Contudo, Isaías 9.6 chama o Messias de "Pai da eternidade". Como é que Jesus é ca­paz de ser simultaneamente o Pai e o Filho? Os adeptos da Unidade Pentecostal freqüentemente citam esse ver­so na tentativa de provar que o Filho de Deus é também Deus o Pai, e dessa maneira tentar contradizer a doutri­na da Trindade (Sabin, veja Boyd, 1992, 32).

CORRIGINDO A MÁ INTERPRETAÇÃO: É im­portante compreender que as Escrituras interpretam as Escrituras. O Pai é considerado por Jesus, mais de 200 vezes no Novo Testamento, como uma outra pes­soa que não Ele mesmo. Mais de 50 vezes no Novo Testamento, o Pai e o Filho são vistos como pessoas distintas dentro do mesmo verso (veja Rm 15.6; 2 Co 1.3,4; Gl 1.3; Fp 2.10,11; 1 Jo 2.1 e 2 Jo 3). Uma vez que a Palavra de Deus não se contradiz, esses fatos devem ser mantidos em mente quando se interpreta Isaías 9.6.

Em segundo lugar, a frase em questão "Pai da eterni­dade", referindo-se a Jesus, pode significar várias coisas:

Alguns acreditam que a frase é utilizada aqui em con­cordância com o pensamento hebraico que diz que aquele que possui algo é o pai disso. Por exemplo, ser o pai do saber significa ser "inteligente", e ser o pai da glória sig­nifica ser "glorioso". De acordo com esse procedimento habitual, o significado de ser o Pai da eternidade em Isaías 9.6 é ser "eterno". Cristo como "Pai da eternida­de" é um ser eterno.

Uma outra visão sugere que a primeira parte do ver­so 6 refere-se à encarnação de Jesus. A parte que lista os nomes pelos quais Ele é chamado expressa o seu relaci­onamento com o seu povo. Ele é para nós o Maravilho­so, o Conselheiro, o Deus forte, o Pai da eternidade e o Príncipe da paz.

Nesse sentido da palavra Pai, Jesus é o provedor da vida eterna. Por sua morte, sepultamento e ressurreição, Ele trouxe à luz a vida e a imortalidade (2 Tm 1.10). Verdadeiramente Ele é o Pai ou provedor da eternidade para o seu povo.


Resposta as Seitas - 
Norman G. Geisler e Ron Rhodes - 
CPAD - Casa Publicadora das Assembleias de Deus

0 comentários:

Postar um comentário

REGRAS AO COMENTAR:

"Nenhuma palavra torpe saia da boca de vocês, mas apenas a que for útil para edificar os outros, conforme a necessidade, para que conceda graça aos que a ouvem. Não entristeçam o Espírito Santo de Deus, com o qual vocês foram selados para o dia da redenção. Livrem-se de toda amargura, indignação e ira, gritaria e calúnia, bem como de toda maldade. Sejam bondosos e compassivos uns para com os outros, perdoando-se mutuamente, assim como Deus perdoou vocês em Cristo." [Efésios 4:29-32 (NVI)]

1 - Todos os usuários deverão se identificar de alguma forma (nome, apelido ou pseudônimo).

2 - Comentários somente com letras maiúsculas serão recusados.

3 - Comentários ofensivos serão deletados.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Dúvidas entre em contato - helio.juniorjp@gmail.com - "Estejais sempre prontos para responder a todo aquele que pedir a razão da esperança que há em vós" (I Pe. 3.15)

Irmãos