Por que Deus estabeleceu o procedimento do bode emissário, e o que isso representa? Levítico 16:6-22



PROBLEMA: Em Levítico 16 foi estabelecido o procedimento para o Dia da Expiação, determinando-se que um bode fosse morto como oferecimento pelo pecado, para propiciação no Lugar Santo, e que se fizesse a confissão dos pecados de Israel sobre a cabeça de outro bode, que seria enviado para o deserto. Entretanto, isso não constitui uma figura adequada, devido à duplicidade de sacrifícios, pois há apenas um sacrifício por nossos pecados, e não dois (Hb 10:14).

SOLUÇÃO: O procedimento com respeito ao bode emissário não nos fornece uma figura distorcida nem descabida da redenção. Cada um dos dois animais mencionados na descrição dos procedimentos a serem feitos no Dia da Expiação representa um aspecto da obra realizada por Cristo, quando ele, de uma vez por todas, fez a expiação de nossos pecados.

O primeiro bode era morto e o seu sangue, derramado (Lv 16:15), representando a morte substitutiva de Cristo e o derramamento do seu sangue por nossos pecados. O sumo sacerdote tinha então de tomar o bode emissário, confessar os pecados de Israel sobre a cabeça daquele bode, e enviá-lo para o deserto. Isso representava o efeito de levar embora, para sempre, os pecados de Israel, e simbolizava a obra de Cristo, que era levar para sempre os nossos pecados, como Isaías profetizou:

"Mas o Senhor fez cair sobre ele a iniqüidade de nós todos" (53:6). 

Os vários aspectos da obra de Cristo na redenção são simbolizados pelo que os dois animais desempenhavam no Dia da Expiação, cada um com o seu papel.

MANUAL POPULAR de Dúvidas, Enigmas e "Contradições" da Bíblia - 
Norman Geisler - Thomas Howe.

2 comentários:

WILTON VILLOTE RODRIGUES disse...

Gostaria de declarar de todo o meu coração, o amor e respeito que temos por todos os que ainda não entendem que o Bode Emissário é o Senhor Jesus. Estamos pedindo ao Nosso Amado Pai Celestial, que ilumine suas mentes e corações e os conduza a compreender os textos Sagrados sob a égide do Espirito Santo. A seguir transcreveremos parte de um estudo que, creio nos ajudará muitíssimo a entender de uma vez por todas a questão do Bode Emissário.
1. Nenhum texto da Bíblia diz que o diabo é simbolizado pelo bode, e nem que ele levará o pecado. Quem afasta para sempre o pecado do povo é Deus, por meio de Cristo e não de uma criatura satânica.É Jesus quem levou os nossos pecados e não o diabo. E foi Cristo quem sofreu por nossos pecados. Medite: Sl 103.12;Is 43.25; 1 Jo 3.5( "...alusão ao bode emissário - leva embora ( ARA, tira " ); 1Pe2.24 2 Co 5.21; 1Pe.2.21;Is53. 4,12;Mt8.17.
2.Hb 9.22 é apenas um princípio geral,pois Lv. 5.11 fala de uma oferta pelo pecado de flor de farinha, para perdão do pecado v.13, que excluia o derramamento de sangue. O ritual de purificação do leproso também usava de um animal vivo ( Lv. 14.1-7).
3. O Bode vivo que levava o pecado, representa o ato de Jesus de destruir, levar embora o pecado, afastar para longe o pecado da humanidade. Assim o bode vivo não representa o Salvador morto, mas o carregar dos pecados para longe do povo.Deus não apenas perdoava, purificava, removia, da vista e lembrança e para longe a contaminação trazida pelo pecado ( Sl.103.12 ; Mq 7.19). No dia da expiação 2 bodes. 1 parte de Deus, sacrificado e o sangue levado para dentro do véu, exigências de Deus;2 o Emissário levava embora a iniquidade de Israel à terra desabitada, a necessidade humana.Observemos os vários aspectos da OBRA DE CRISTO na redenção são simbolizados pelo que os dois animais desempenham no Dia da expiação, cada um com seu papel...1. Morte subistituta 2.o Sumo Sacerdote confessava os pecados e enviava-o para o deserto, representando o efeito de mandar embora,para sempre, os pecados de Israel, e simbolizava a Obra de Cristo, que era levar para sempre os nossos pecados.

Responder

WILTON VILLOTE RODRIGUES disse...

Não querendo ser enfadonho aos leitores peço vossa atenção para um Texto Sagrado, que nos ajudará a glorificarmos Nosso Único e Todo Suficiente Salvador Jesus. Rm.5.19 " Porque, como, pela desobediência de um só homem, muitos se tornaram pecadores, assim também, por meio da obediência de um só, muitos se tornarão justos ." Amados do Senhor , não nos esqueçamos do fato de Jesus ser ao mesmo tempo simbolizado pelo sumo-sacerdote, bode morto, bode vivo,pombinha viva, pombinha morta, cordeiro, novilho, cabra, carneiro, etc.. Observemos que o bode deveria ser sem defeito, como todo animal do ritual cerimonial, símboloda não contaminação do pecado. Assim o diabo não pode ser simbolizado por um animal inocente, pois neste caso o TIPO seria SUPERIOR ao ANTÍTIPO,o que é uma violação das regras de tipologia. " EM TIPOLOGIA, O ANTÍTIPO É MAIOR QUE O TIPO E A ELE SUPERIOR, OCORRE UMA EXPANSÃO, UMA ELEVAÇÃO, UMA INTENSIFICAÇÃO.
4. O termo "... para o Senhor..." Lv. 16.8-10. Significa " cair a sorte para ser oferecido ao Senhor em sacrifício " e " ... para o bode emissário. " Significa " cair a sorte para ser bode emissário." O artigo definido "o" não consta no original. Assim não tem nada a ver com dois seres " ANTAGÔNICOS" e sim dois bodes utilizados para PROPÓSITOS DIFERENTES, oferta sacrificial pelo pecado e afastamento do pecado. " a imagem dupla que Cristo foi feito " pecado por nós" ( 1 Co. 5,21), e de que Ele carregou nossos pecados, ( 1 Pe. 2.24 ), se harmoniza com o papel dos dois bodes no dia da expiação. Aquele que foi sacrificado como oferta pelo pecado e aquele que levava embora os pecados confessados do povo." ( Comentário Bíblico Vida Nova,p. 226).
Em parte alguma da TORÁ se faz inclusão ao culto ou adoração de demônios. Em Lv. 17.7. Deus proíbe sacrifícios envolvendo demônios. Podemos concluir que é impossível , no próprio, sacrifício para Ele, ser solicitado algo relacionado ao Satanás.
Infelizmente a tradução a partir de 800 d.c. [ Texto Massorético ] ... A tradição segundo o qual o bode emissário era o nome de um demônio do deserto originou-se muito tempo depois, estaria totalmente em desacordo com os princípios da redenção ensinados na TORÁ. Como a maioria dos pesquisadores concluíram o termo AZAZEL tem significado incerto, trata-se de um erro de fusão. O correto é: EZ AZEL e não " azazel", visto que o texto que tem o termo azazel é o massorítico no qual foi inserido as vogais na idade média. Todas as versões antigas, como a Septuaginta ( datada antes de Cristo ) entendem o texto como traduzido de EZ AZEL e não de um nome próprio azazel...
Ao separarmos as duas palavras, como é o correto, passamos a ter um texto que faz sentido perfeito no contexto, sem fazer concessão a demônios, cujo exemplo não existe nas Escrituras. Nossa oração será perseverante para que o Pai das Luzes, continue a nos iluminar , afim de que a Doutrina dos Apóstolos continue a ser uma realidade na vida de cada discípulo do Senhor. A Ele a Glória Eternamente, Amém

Postar um comentário

REGRAS AO COMENTAR:

"Nenhuma palavra torpe saia da boca de vocês, mas apenas a que for útil para edificar os outros, conforme a necessidade, para que conceda graça aos que a ouvem. Não entristeçam o Espírito Santo de Deus, com o qual vocês foram selados para o dia da redenção. Livrem-se de toda amargura, indignação e ira, gritaria e calúnia, bem como de toda maldade. Sejam bondosos e compassivos uns para com os outros, perdoando-se mutuamente, assim como Deus perdoou vocês em Cristo." [Efésios 4:29-32 (NVI)]

1 - Todos os usuários deverão se identificar de alguma forma (nome, apelido ou pseudônimo).

2 - Comentários somente com letras maiúsculas serão recusados.

3 - Comentários ofensivos serão deletados.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Dúvidas entre em contato - helio.juniorjp@gmail.com - "Estejais sempre prontos para responder a todo aquele que pedir a razão da esperança que há em vós" (I Pe. 3.15)

Irmãos

Arquivo do blog