Este versículo significa que Jesus nasceu como um espírito gerado por pais celestiais? Salmos 2.7

A MÁ INTERPRETAÇÃO: O Salmo 2.7 diz: "Recita­rei o decreto: O Senhor me disse: Tu és meu Filho; eu hoje te gerei". Os mórmons pensam que esse verso dá suporte à idéia de que Jesus nasceu como um espírito infante (por procriação), como descendente de pais celestiais (Gospel principies, 1986, pág.9).

CORRIGINDO A MÁ INTERPRETAÇÃO: A visão que os mórmons têm sobre essa Escritura não tem o apoio nem do próprio texto nem das demais passagens da Bí­blia. Duas coisas precisam ser mantidas em mente: a pri­meira é que o contexto aqui não está falando a respeito de um espírito que está nascendo no mundo espiritual, mas dos "reis da terra" que "conspirariam" contra o "Ungido" de Deus (o Messias) para livrarem-se dEle (isto é, para o matarem). Daí o sentido mais natural de Ele ter sido "ge­rado" por Deus para reinar sobre as nações (w.7,8) é que Ele foi ressuscitado dentre os mortos.

A segunda é um princípio básico de interpretação bíblica que ensina que o Antigo Testamento deve ser interpretado de acordo com a luz maior do Novo Testa­mento. Atos 13.33,34 indica que o ato de ressurreição dentre os mortos que o Pai praticou para com Jesus é o cumprimento da declaração feita em Salmos 2.7: "Tu és meu Filho; eu hoje te gerei". Dessa maneira o verso não tem nada a ver com a suposta procriação de Cristo, con­forme eles alegam.

Outras passagens das Escrituras deixam claro que Cris­to jamais veio à existência em determinada ocasião no tempo, mas que Ele verdadeiramente é um ser eterno. Jesus é tão eterno quanto Deus o Pai (Jo 1.1) e sempre existiu como o eterno "Eu Sou" (confira Êx 3.14), antes mesmo de Abraão (Jo 8.58). Ele não foi "nascido" em forma de espírito em determinado instante. Ele apenas nasceu como homem em Belém, mesmo sendo eterno (confira Mq 5.2).


Resposta as Seitas - 
Norman G. Geisler e Ron Rhodes - 
CPAD - Casa Publicadora das Assembleias de Deus

0 comentários:

Postar um comentário

REGRAS AO COMENTAR:

"Nenhuma palavra torpe saia da boca de vocês, mas apenas a que for útil para edificar os outros, conforme a necessidade, para que conceda graça aos que a ouvem. Não entristeçam o Espírito Santo de Deus, com o qual vocês foram selados para o dia da redenção. Livrem-se de toda amargura, indignação e ira, gritaria e calúnia, bem como de toda maldade. Sejam bondosos e compassivos uns para com os outros, perdoando-se mutuamente, assim como Deus perdoou vocês em Cristo." [Efésios 4:29-32 (NVI)]

1 - Todos os usuários deverão se identificar de alguma forma (nome, apelido ou pseudônimo).

2 - Comentários somente com letras maiúsculas serão recusados.

3 - Comentários ofensivos serão deletados.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Dúvidas entre em contato - helio.juniorjp@gmail.com - "Estejais sempre prontos para responder a todo aquele que pedir a razão da esperança que há em vós" (I Pe. 3.15)

Irmãos