Os mortos estão adormecidos ou conscientes? 2 Reis 14.29

A MÁ INTERPRETAÇÃO: Como nessa passagem, a Bí­blia se refere à morte como um período de tempo em que uma pessoa "dorme com os seus pais" (por exemplo, em 1 Rs 2.10; 11.21,43; 14.20). Jesus disse: "Lázaro dor­me" (Jo 11.11) na ocasião em que Lázaro estava morto (v.14). Paulo fala de crentes que "dormiram" no Senhor (lTs 4.13; conferir 1 Co 15.51). As Testemunhas de Jeová acreditam que tais versos indicam que "quando uma pes­soa está morta, está completamente fora da existência. Não tem consciência de nada" (You can live forever in paradise on earth, 1982, pág.88). Contudo, em outras passagens a Bí­blia fala de pessoas que morreram e estão conscientes na presença de Deus (conferir 2 Co 5.8; Fp 1.23; Ap 6.9).

CORRIGINDO A MÁ INTERPRETAÇÃO: O pri­meiro conjunto de versos refere-se ao corpo, e o segun­do à alma. "Dormir" é uma figura de linguagem apro­priada para o corpo, uma vez que a morte é apenas tem­porária, aguardando apenas a ressurreição, ocasião em que o corpo será "despertado". Além disso, tanto o ato de dormir quanto a morte possuem a mesma postura — o corpo permanece deitado.

A Bíblia é muito clara quando ensina que a alma do crente (e o seu espírito) sobrevive à morte (Lc 12.4). Ela está conscientemente presente com o Senhor (2 Co 5.8) em um lugar melhor (Fp 1.23), onde outras almas estão conversando (Mt 17.3). De um modo semelhante, a alma do descrente está em um lugar de tormento consciente (Mt 25.41; Lc 16.22-26; Ap 19.20—20.15; veja também comentários sobre 2 Co 5.8).

Resposta as Seitas - 
Norman G. Geisler e Ron Rhodes - 
CPAD - Casa Publicadora das Assembleias de Deus

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Os 7 Sacramentos da Igreja Católica - Refutação

A mutilação dos 10 Mandamentos Católicos

Jesus desceu até o inferno? Efésios 4:9