A preservação dos ossos de José dá suporte à crença católica romana da veneração de relíquias? Êxodo 13.19

A MÁ INTERPRETAÇÃO: Em Êxodo 13.19 lemos: "E tomou Moisés os ossos de José [para fora do Egito] consigo, porquanto havia este estreitamente ajuramentado aos filhos de Israel" (leia Gn 50.25). Os estudiosos cató­licos romanos utilizam esse verso para apoiar o seguinte dogma: "É permissível e proveitoso venerar as relíquias dos santos" (Ott, 1960, 319). O Concilio de Trento de­clarou: "Também os santos corpos dos santos mártires e daqueles que habitam com Cristo... devem ser honrados pelos fiéis" (Denzinger, 1957, n° 985). Ott diz:"A razão para a veneração das relíquias encontra-se nisto, em que os corpos dos santos foram membros vivos de Cristo e templos do Espírito Santo; que eles serão novamente despertados e glorificados e através deles Deus concede muitos benefícios à humanidade" (Ibid).

CORRIGINDO A MÁ INTERPRETAÇÃO: O dogma católico de veneração de relíquias e imagens não tem fundamento nessa passagem das Escrituras e nem em qualquer outra.

A passagem de Êxodo mostra claramente o propósito de levar os ossos de José para fora do Egito, e não o propósito de venerá-los. Lemos: "E tomou Moisés os ossos de José consigo, porquanto havia esse estreitamen­te ajuramentado aos filhos de Israel". Ele havia dito:"Certamente Deus vos visitará; fazei, pois, subir daqui os meus ossos convosco" (Êx 13.19).

Mesmo a notável autoridade católica Ludwig Ott admite que "as Sagradas Escrituras não mencionam a veneração de relíquias" (Ibid). E os chamados "prece­dentes" nas Escrituras não provam o ponto de vista católico — os ossos de José não foram venerados; foram sim­plesmente preservados (Êx 13.19). Daí, usar esse episó­dio como uma prova bíblica para venerar relíquias é ar­rancar violentamente o versículo para fora do contexto.

Ainda mais, Deus condena a veneração de objetos sa­grados. Quando a serpente de bronze, que Deus ordena­ra para a salvação dos israelitas no deserto, foi posterior­mente venerada, o ato foi considerado como idolatria (2 Rs 18.4).

Deus claramente ordenou ao seu povo que não fizes­sem imagens de escultura e nem se curvassem diante delas em um ato de devoção religiosa (Êx 20.4,5). Esse é o mesmo erro dos pagãos que "honraram e serviram mais a criatura do que o Criador" (Rm 1.25). A Bíblia nos proíbe, em qualquer tempo, fazer ou mesmo "nos curvar" diante de uma "imagem" de qualquer criatura em um ato de devoção religiosa. "Não farás para ti ima­gem de escultura, nem alguma semelhança do que há em cima nos céus, nem em baixo na terra, nem nas águas debaixo da terra. Não te encurvarás a elas nem as servirás" (Êx 20.4,5, ênfases adicionadas pelos autores).

Resposta as Seitas - 
Norman G. Geisler e Ron Rhodes - 
CPAD - Casa Publicadora das Assembleias de Deus

0 comentários:

Postar um comentário

REGRAS AO COMENTAR:

"Nenhuma palavra torpe saia da boca de vocês, mas apenas a que for útil para edificar os outros, conforme a necessidade, para que conceda graça aos que a ouvem. Não entristeçam o Espírito Santo de Deus, com o qual vocês foram selados para o dia da redenção. Livrem-se de toda amargura, indignação e ira, gritaria e calúnia, bem como de toda maldade. Sejam bondosos e compassivos uns para com os outros, perdoando-se mutuamente, assim como Deus perdoou vocês em Cristo." [Efésios 4:29-32 (NVI)]

1 - Todos os usuários deverão se identificar de alguma forma (nome, apelido ou pseudônimo).

2 - Comentários somente com letras maiúsculas serão recusados.

3 - Comentários ofensivos serão deletados.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Dúvidas entre em contato - helio.juniorjp@gmail.com - "Estejais sempre prontos para responder a todo aquele que pedir a razão da esperança que há em vós" (I Pe. 3.15)

Irmãos

Arquivo do blog