Como estas profecias podem ser entendidas literalmente, se o NT declara que o sistema de sacrifícios foi abolido com a morte de Cristo? Ezequiel 40-48

PROBLEMA: Ezequiel parece prever que, no período messiânico, o sistema de sacrifícios usado pelos judeus antes do tempo de Jesus será restabelecido (capítulos 40-48). Entretanto, o NT em geral e o livro de Hebreus em particular são enfáticos em declarar que Cristo, por um único sacrifício, de uma vez para sempre eliminou a necessidade do sacrifício de animais (Hb 10:1-9).

SOLUÇÃO: Há duas interpretações básicas desta passagem das escrituras. Alguns a vêem espiritualmente; outros, literalmente.

Os que argumentam em favor de uma interpretação espiritual acham que esses sacrifícios não devem ser considerados de forma literal, mas como símbolos ou projeções do que foi cumprido no sacrifício totalmente suficiente de Cristo na cruz (Hb 1:1-2). Tais pessoas dão as seguintes razões em defesa de sua posição:

1 - O NT ensina que Cristo cumpriu e aboliu o sistema de sacrifícios e o sacerdócio do AT (Hb 8:8-10).

2 - O livro de Apocalipse descreve a cidade celestial futura sem templos e sem sacrifícios, com apenas Cristo, o Cordeiro (21:22-27).

3 - Ezequiel descreve os gentios como excluídos do templo de Israel, o que é contrário ao ensino do NT de que judeus e gentios são um em Cristo (Gl 3:28; Ef 2:12-22). 

4 - O NT fala da Igreja como sendo o Israel espiritual, na qual as previsões do AT se cumprem (GI 6:16; Hb 8:8-10).

Os que se opõem a esta argumentação salientam, primeiro, que ela viola o modo de interpretação histórico-gramatical normal, que atenta para o correto uso das palavras. Além disso, em vez de interpretar o texto do AT como foi escrito, quer interpretá-lo, ilegitimamente, à luz do NT. Argumentam ainda que os sacrifícios previstos por Ezequiel poderiam estar apontando para antes da Cruz, assim como o AT aponta para depois dela.

A interpretação literal contempla a real restauração do templo e do sistema de sacrifícios, assim como Ezequiel previu, que se cumpriria durante o reinado de Cristo sobre a terra no milênio (Ap 20). Os que têm esta visão argumentam que:

1 - Ezequiel nos apresenta uma descrição muito detalhada, com numerosas medições e cenas históricas que não se coadunam com uma interpretação espiritual.

2 - Se esta passagem é espiritualizada, então de forma semelhante a maioria das profecias do AT pode ser também espiritualizada, inclusive aquelas que são entendidas como sendo óbvias e literais previsões concernentes à primeira vinda de Cristo, e que sabemos terem sido cumpridas literalmente. O mesmo, então, aplica-se à sua segunda vinda.

3 - A Bíblia faz distinção entre Israel e a Igreja (1 Co 10:32; Rm 9:3-4). As promessas específicas para Abraão e para a sua descendência na carne, tais como a Terra Prometida (Gn 12:1-3), não se cumprem na Igreja, mas permanecem para ser ainda cumpridas no futuro (Rm 11; Ap 20).

4 - O quadro descrito em Apocalipse 21 não é o do milênio (Ap 20), mas do estado de eternidade que se segue. A previsão de Ezequiel (40-48) cumprir-se-á no milênio. Depois, no novo céu e na nova terra, não haverá templo nem sacrifícios.

5 - Os sacrifícios mencionados por Ezequiel não são para a expiação de pecados são apenas de natureza memorial, com vistas à obra completa realizada por Cristo na cruz, semelhante ao que ocorre com a ceia do Senhor na vida dos crentes hoje.

6 - O restante da profecia de Ezequiel se cumprirá no literal reinado de Cristo por 1.000 anos (Ap 20:1-7), quando ele sentar-se num trono literal com os seus doze apóstolos, sentados em doze tronos literais em Jerusalém (Mt 19:28). Sendo assim, então não há por que não considerar a profecia sobre os sacrifícios como literal também.

7 - O AT não preconizou como os judeus e os gentios se uniriam (cf. Ef 3:4-6), mas certamente divisou que os gentios seriam abençoados (Is 11:10-16). O que Ezequiel nos apresenta não exclui esta última revelação (cf. Cl 1:26).

8 - O livro de Hebreus fala da abolição dos sacrifícios de animais apenas no sentido expiatório, não no sentido memorial.


MANUAL POPULAR de Dúvidas, Enigmas e "Contradições" da Bíblia - 
Norman Geisler - Thomas Howe.

0 comentários:

Postar um comentário

REGRAS AO COMENTAR:

"Nenhuma palavra torpe saia da boca de vocês, mas apenas a que for útil para edificar os outros, conforme a necessidade, para que conceda graça aos que a ouvem. Não entristeçam o Espírito Santo de Deus, com o qual vocês foram selados para o dia da redenção. Livrem-se de toda amargura, indignação e ira, gritaria e calúnia, bem como de toda maldade. Sejam bondosos e compassivos uns para com os outros, perdoando-se mutuamente, assim como Deus perdoou vocês em Cristo." [Efésios 4:29-32 (NVI)]

1 - Todos os usuários deverão se identificar de alguma forma (nome, apelido ou pseudônimo).

2 - Comentários somente com letras maiúsculas serão recusados.

3 - Comentários ofensivos serão deletados.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Dúvidas entre em contato - helio.juniorjp@gmail.com - "Estejais sempre prontos para responder a todo aquele que pedir a razão da esperança que há em vós" (I Pe. 3.15)

Irmãos

Arquivo do blog