Acaz favoreceu o culto no templo de Jerusalém ou a ele se opôs? 2 Crônicas 28:24


PROBLEMA: De acordo com 2 Reis 16:15, Acaz favoreceu o culto do Senhor no templo. Mas 2 Crônicas 28:24 diz que ele "fechou as portas da Casa do Senhor; e fez para si altares em todos os cantos de Jerusalém".

SOLUÇÃO: Antes de mais nada, durante o início do seu reinado, Acaz foi considerado um rei mau, que "não fez o que era reto perante o Senhor seu Deus" (2 Rs 16:2). Ele até mesmo tomou "a prata e o ouro que se acharam na Casa do Senhor e nos tesouros da casa do rei, e mandou de presente ao rei da Assíria" (v. 8). Durante esse período, ele permitiu apenas uma forma corrompida de culto no depredado templo de Jerusalém (v. 15).

Ainda, as passagens de 2 Crônicas referem-se a uma fase posterior do seu reinado, que foi ainda bem mais corrompida. Durante esse período de apostasia, ele fechou completamente a casa do Senhor e estabeleceu seus próprios centros de adoração.

MANUAL POPULAR de Dúvidas, Enigmas e "Contradições" da Bíblia - 
Norman Geisler - Thomas Howe.

0 comentários:

Postar um comentário

REGRAS AO COMENTAR:

"Nenhuma palavra torpe saia da boca de vocês, mas apenas a que for útil para edificar os outros, conforme a necessidade, para que conceda graça aos que a ouvem. Não entristeçam o Espírito Santo de Deus, com o qual vocês foram selados para o dia da redenção. Livrem-se de toda amargura, indignação e ira, gritaria e calúnia, bem como de toda maldade. Sejam bondosos e compassivos uns para com os outros, perdoando-se mutuamente, assim como Deus perdoou vocês em Cristo." [Efésios 4:29-32 (NVI)]

1 - Todos os usuários deverão se identificar de alguma forma (nome, apelido ou pseudônimo).

2 - Comentários somente com letras maiúsculas serão recusados.

3 - Comentários ofensivos serão deletados.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Dúvidas entre em contato - helio.juniorjp@gmail.com - "Estejais sempre prontos para responder a todo aquele que pedir a razão da esperança que há em vós" (I Pe. 3.15)

Irmãos

Arquivo do blog