Este versículo dá suporte ao atual "sacerdócio de Melquisedeque" dos mórmons? Gênesis 14.18

A MÁ INTERPRETAÇÃO: Gênesis 14.18 diz: "E Mel­quisedeque, rei de Salém, trouxe pão e vinho; e este era sacerdote do Deus Altíssimo". Os mórmons acreditam que o sacerdócio de Melquisedeque é um sacerdócio eterno. Embora tenha se perdido nos séculos iniciais do cristianismo, foi restaurado através de Joseph Smith (Smith, 1835,107.2-4).

CORRIGINDO A MÁ INTERPRETAÇÃO: Mel­quisedeque em Gênesis 14.18 é uma pessoa histórica que tipificou Cristo. Um tipo é uma figura que aponta para algo ou alguém vindouro. Por desígnio divino, anun­cia algo ou alguém a ser revelado. Como é que ele anun­ciou a Cristo? O nome Melquisedeque dá a resposta. Essa palavra é composta de dois termos hebraicos signi­ficando "rei" e "justo". Melquisedeque era também um sacerdote. Desse modo, ele pressagiou Cristo como um justo rei-sacerdote. Essas características foram válidas para Melquisedeque apenas em sentido finito, ao passo que em Cristo elas são verdadeiras em sentido infinito.

Podem os mórmons participar do sacerdócio de Mel­quisedeque? Hebreus 7.23,24 diz: "E, na verdade, aque­les foram feitos sacerdotes em grande número, porque, pela morte, foram impedidos de permanecer, mas este [Jesus], porque permanece eternamente, tem um sacerdó­cio perpétuo" (ênfase adicionada pelo autor). O sacerdócio de Cristo é eterno porque Ele é um ser eterno. Diferentemente de humanos que perecem e morrem, Cristo existe eternamente. Portanto, o seu sacerdócio, por sua própria natureza, é diferente de qualquer coisa que hu­manos são capazes de oferecer. Ele é o nosso eterno Sumo Sacerdote que vive para sempre.

O termo grego empregado para "permanece" em Hebreus 7.24, de acordo com Joseph Tayer, significa: "Sa­cerdócio imutável e, portanto, não passível de transfe­rência a um sucessor" (Tayer, 1985, 649). O Dicionário Teológico do Novo Testamento, de Gerhard Kittel, semelhantemente nos diz: "No Novo Testamento, a pas­sagem de Hebreus 7.24 diz que Cristo possui um sacer­dócio eterno e imperecível, não apenas no sentido de que Ele não pode ser transferido para ninguém mais, mas no sentido de ser 'imutável' " (Kittel, 1985,772). Por isso não existe nenhuma justificativa bíblica para que os mórmons pensem que possam participar do sacerdócio de Melquisedeque. Esse sacerdócio pertence exclusiva­mente a Cristo.

Esse fato é enfatizado mais adiante em Hebreus 7.26: "Porque nos convinha tal sumo sacerdote, santo, ino­cente, imaculado, separado dos pecadores e feito mais sublime do que os céus".


Resposta as Seitas - 
Norman G. Geisler e Ron Rhodes - 
CPAD - Casa Publicadora das Assembleias de Deus

0 comentários:

Postar um comentário

REGRAS AO COMENTAR:

"Nenhuma palavra torpe saia da boca de vocês, mas apenas a que for útil para edificar os outros, conforme a necessidade, para que conceda graça aos que a ouvem. Não entristeçam o Espírito Santo de Deus, com o qual vocês foram selados para o dia da redenção. Livrem-se de toda amargura, indignação e ira, gritaria e calúnia, bem como de toda maldade. Sejam bondosos e compassivos uns para com os outros, perdoando-se mutuamente, assim como Deus perdoou vocês em Cristo." [Efésios 4:29-32 (NVI)]

1 - Todos os usuários deverão se identificar de alguma forma (nome, apelido ou pseudônimo).

2 - Comentários somente com letras maiúsculas serão recusados.

3 - Comentários ofensivos serão deletados.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Dúvidas entre em contato - helio.juniorjp@gmail.com - "Estejais sempre prontos para responder a todo aquele que pedir a razão da esperança que há em vós" (I Pe. 3.15)

Irmãos

Arquivo do blog