A ira é pecado, ou não? Efésios 4:26

PROBLEMA: Por um lado, a Bíblia parece aprovar a ira, quando diz: "Irai-vos" (Ef 4:26). Por outro, ela parece desaprová-la, incluindo-a na lista das "obras da carne" (Gl 5:19-20).

SOLUÇÃO: A ira em si não é necessariamente uma ação errada. De fato, a ira diante do pecado definitivamente é uma ação correta. Jesus irou-se diante da incredulidade e da hipocrisia (cf. Mt 23; Jo 2:13-17), e Deus se ira diante da perversidade e da apostasia (cf. Êx 4:14; Nm 11:1). O que é errado não é irar-se diante do pecado, mas pecar com ira. Em resumo, tanto um bom sentido como um mau sentido para a ira:

BOA IRA
IRA MÁ
Correta indignação
Irrupções injustas
Sob autocontrole
Sem autocontrole
Ira diante do pecado
Ira em pecado
Como uma expressão espiritual
Natural (da carne)



MANUAL POPULAR de Dúvidas, Enigmas e "Contradições" da Bíblia -
Norman Geisler - Thomas Howe.

1 comentários:

Ivo Gomes de Lima disse...

Graças a Deus. Comentando, corroborando – aproveitando este espaço bondosamente franqueado para meditação na Palavra – e buscando utilizar o mais intensamente possível a "solução" que a Escritura aponta e disponibiliza para o "problema":

"Correta indignação"- decorrente, por óbvio, do exercício de, por exemplo, Fp 2.13, Rm 8.14, etc. (Visto que, fora dessa esfera, minha indignação humana - mesmo que seja "correta", no sentido de "justamente motivada" - será expressão carnal e reprovada por Deus.)

"Sob autocontrole"- significando, naturalmente, sob a "temperança" oferecida em, por exemplo, Gl 5.22, Rm 12.21, etc. (Vez que meu "autocontrole" natural (e.g. Rm 2.14, Gl 3.3), extinguindo, substituindo e/ou simulando a expressão do fruto do Espírito, conquanto logre muitas vezes suprimir a manifestação indesejável de pecados, encontra-se - tanto quanto a própria ira descontrolada - na condição “carnal” bem descrita em Rm 7.18).

"Ira diante do pecado"- resultante, por certo, de experiência pessoal de, por exemplo, Rm 12.11, Jo 2.15. (Considerando a "ira diante do pecado" descrita em, p.ex., Jó 5.2b ou Pv 25.26, em contraposição à experiência de IICo 10.4 ou Jo 8.10-11).

"Como uma expressão espiritual"- amém. Certamente no sentido de que essa "expressão espiritual" signifique a experiência contida em, por exemplo, Rm 12.11,14. Considerando que embora o mais ostensivo opositor das operações do Espírito de Deus no homem seja a "carne", a Escritura previne (e.g. At 16.17, ICr 21.2,1) a respeito da existência de "expressão espiritual" no ser humano que, mesmo não sendo "natural (da carne)", também não o é do Espirito.

Postar um comentário

REGRAS AO COMENTAR:

"Nenhuma palavra torpe saia da boca de vocês, mas apenas a que for útil para edificar os outros, conforme a necessidade, para que conceda graça aos que a ouvem. Não entristeçam o Espírito Santo de Deus, com o qual vocês foram selados para o dia da redenção. Livrem-se de toda amargura, indignação e ira, gritaria e calúnia, bem como de toda maldade. Sejam bondosos e compassivos uns para com os outros, perdoando-se mutuamente, assim como Deus perdoou vocês em Cristo." [Efésios 4:29-32 (NVI)]

1 - Todos os usuários deverão se identificar de alguma forma (nome, apelido ou pseudônimo).

2 - Comentários somente com letras maiúsculas serão recusados.

3 - Comentários ofensivos serão deletados.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Dúvidas entre em contato - helio.juniorjp@gmail.com - "Estejais sempre prontos para responder a todo aquele que pedir a razão da esperança que há em vós" (I Pe. 3.15)

Irmãos

Arquivo do blog