Como Evangelizar adeptos do Movimento Nova Era?

1. Faça perguntas


    A. Se todos somos Deus, porque agimos tão mal?

        i. Eles podem dizer que é porque ainda não chegamos ao entendimento do nosso potencial divino, que é a ignorância que nos leva às nossas más ações.

        ii. Se for o caso, pergunte-os como, já que somos divinos, nossa mera ignorância consegue tão facilmente 'se livrar' da nossa bondade divina?

   B. Porque nossas 'realidades' se contradizem?

        i. Eles podem dizer que na verdade elas não se contradizem, que elas são simplesmente sombras diferentes no mesmo quadro (ou algo vago desse tipo).

        ii. Então os pergunte se a verdade se contradiz. A verdade não pode se contradizer. A lógica é a seguinte: se todos nós temos diferentes formas da verdade, então essas verdades diferente não podem se contradizer - ou elas não seriam verdades. Porém...

            a. O Movimento Nova Era diz que Jesus é apenas um dos muitos caminhos que levam a Deus. Mas Jesus disse que Ele era o único caminho que levava a Deus (João 14:6). Não tem como ambos estarem certos; logo, o ensinamento do Movimento Nova Era que diz que podemos criar nossas próprias verdades não pode ser correto.

2. Não os deixe usar palavras Cristãs fora do contexto e significado bíblicos.

    A. Aderentes ao Movimento Nova Era reconhecem a tremenda influência e reputação impecável de Jesus. Eles querem que Ele seja associado às suas crenças. Como resultado disso, você pode acabar se encontrando com um aderente que usa palavras cristãs - mas com definições e significados não cristãos. Escute cuidadosamente, e não os deixe roubar o que é cristão e transplantar de alguma forma para o sistema do Movimento Nova Era.

    B. Você deve questionar os termos que eles usam. Você precisa ter certeza que o que eles querem dizer com os termos cristãos é a mesma coisa que você quer dizer quando você os usa.

3. Fique atento para contradições internas

    A. Como foi mencionado acima, a verdade não pode se contradizer. Você deve ouvir atentamente o que eles dizem, e fazer perguntas. Mais cedo ou mais tarde, você conseguirá reconhecer inconsistências.

    B. Inconsistências geralmente aparecem quando se discute a relação entre realidade e crença.
        
        i. Por exemplo, um adepto ao Movimento Nova Era pode dizer que você pode criar sua própria realidade. Eu respnoderia: "Bom. Então se eu acreditar que sinais vermelhos na verdade são verdes, você iria gostar de pegar carona comigo?".

4. Diga a eles que Deus é pessoal, que Ele os ama, e que Jesus morreu pelos seus pecados.

    A. A Palavra de Deus não voltará vazia, sem completar os desígnios de Deus (Isaías 55:11). Se você manter o foco em Jesus, contar a eles sobre o pecado e a salvação, e usar a Bíblia, então pelo menos eles terão ouvido a verdade. Que a Glória seja a Jesus, o Cristo.

    B. Lembre-se, a palavra de Deus tem poder. Se eles vão aceitar ou não, não é o problema. Você simplesmente precisa apresentar a verdade de uma forma correta, e com amor (Colossenses 4:5-6; 1 Timóteo 1:5).

Matt Slick

0 comentários:

Postar um comentário

REGRAS AO COMENTAR:

"Nenhuma palavra torpe saia da boca de vocês, mas apenas a que for útil para edificar os outros, conforme a necessidade, para que conceda graça aos que a ouvem. Não entristeçam o Espírito Santo de Deus, com o qual vocês foram selados para o dia da redenção. Livrem-se de toda amargura, indignação e ira, gritaria e calúnia, bem como de toda maldade. Sejam bondosos e compassivos uns para com os outros, perdoando-se mutuamente, assim como Deus perdoou vocês em Cristo." [Efésios 4:29-32 (NVI)]

1 - Todos os usuários deverão se identificar de alguma forma (nome, apelido ou pseudônimo).

2 - Comentários somente com letras maiúsculas serão recusados.

3 - Comentários ofensivos serão deletados.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Dúvidas entre em contato - helio.juniorjp@gmail.com - "Estejais sempre prontos para responder a todo aquele que pedir a razão da esperança que há em vós" (I Pe. 3.15)

Irmãos

Arquivo do blog