A Lei da Liberdade é a Lei de Moisés ? (Uma Análise de Tg 2:10)

"Pois qualquer que guardar toda a lei, mas tropeçar em um só ponto, tem-se tornado culpado de todos" Tiago 2.10

Os adventistas gostam de perguntar aos evangélicos se eles praticam os outros nove mandamentos do decálogo, por sua vez os evangélicos respondem que sim. Então perguntam por que não guardam também o sábado do decálogo já que este faz parte do quarto mandamento da Lei, o que os evangélicos respondem que o sábado foi cravado na cruz . Em cima disso os adventistas contra-argumentam citando Tiago 2.10.

Eles alegam que Tiago estaria falando da lei dos dez mandamentos, pois cita dois mandamentos do decálogo:

"Porque o mesmo que disse: Não adulterarás, também disse: Não matarás. Ora, se não cometes adultério, mas és homicida, te hás tornado transgressor da lei." (v.11)

Dizem ainda que a "lei real" e a "lei da liberdade" (v. 8,12) faz referência ao decálogo. Pois bem, vamos analisar e ver se de fato possui base sólida tal afirmação.

Antes de tudo é bom salientar que Tiago cita mandamentos que estão fora do decálogo e que se encontram no livro da lei cujo conteúdo os adventistas dizem ser cerimonial: "Amarás ao teu próximo como a ti mesmo" Se o fato de Tiago citar mandamentos do decálogo implica que a lei ai é somente a do decálogo, também podemos dizer que ele está então falando de toda a lei, pois cita um mandamento que se encontra no livro de Levítico cujo conteúdo é da lei cerimonial.

Eis as razões porque acreditamos que Tiago está se referindo a toda a lei e não somente ao decálogo:

1. Os judeus não dividiam a lei em moral e cerimonial, a lei era uma só;

2. Tiago era líder da igreja em Jerusalém (Gl. 2.9) do grupo dos da "circuncisão" (Gl.2.7-8).

Esta igreja era composta por judeus convertidos, mas que ainda guardavam a lei mosaica sem nenhum prejuízo. Veja o perfil teológico do rol de membros da igreja de Tiago em Atos 21.17-27 (cf. ainda 10.45; 15.5):

"No dia seguinte Paulo foi em nossa companhia ter com Tiago, e compareceram todos os anciãos....e disseram-lhe: Bem vês, irmãos, quantos milhares há entre os judeus que têm crido, e todos são zelosos da lei.", isto é, "zelotes em prol da lei".

Cabe aqui uma pergunta: Qual lei era essa ? Estaria Tiago falando ai da lei moral, apenas dos dez mandamentos? Não. Vamos prosseguir na leitura e ver que tipo de lei a igreja de Tiago obedecia:

"Têm sido informados a teu respeito que ensinas todos os judeus que estão entre os gentios a se apartarem de Moisés, dizendo que não circuncidem seus filhos, nem andem segundo os costumes da lei.[a mesma acusação apresentada contra Estevão em Atos 6.13]"

Que costumes eram estes? Porventura eram costumes da lei moral ou da lei cerimonial?

Tiago nos dá a resposta pelo pedido que ele faz a Paulo, vejamos:

"Faze, pois, o que te vamos dizer: Temos quatro homens que fizeram voto; toma estes contigo, e santifica-te com eles, e faze por eles as despesas para que rapem a cabeça; e saberão todos que é falso aquilo de que têm sido informados a teu respeito, mas que também tu mesmo andas corretamente, guardando a lei."

Qual lei era esta que Paulo precisava provar aos judeus que guardava? Era a lei moral ou a chamada lei cerimonial?

Prossigamos ainda:

"Então Paulo, no dia seguinte, tomando consigo aqueles homens, purificou-se com eles e entrou no templo, notificando o cumprimento dos dias da purificação, quando seria feita a favor de cada um deles a respectiva oferta. Mas quando os sete dias estavam quase a terminar..."

Aqueles irmãos da igreja de Jerusalém e especificamente Tiago, queriam que Paulo, de modo prático, desmentisse a notícia de que ele dissuadia os cristãos judeus de guardar a lei e de circuncidar os filhos (Atos 16.3).

Quanto a isso certa obra teológica comenta: 

"Paulo, até onde podemos ver, continuou a observar a lei e isso fez enquanto viveu, especialmente na companhia de judeus, e sua aquiescência no conselho de Tiago, nessa ocasião, participando da cerimônia de purificação de quatro homens que haviam tomado voto temporário de nazireu, e pagando as respectivas despesas, estava em perfeita concordância com o princípio por ele estabelecido: "Procedi, para com os judeus, como judeu, a fim de ganhar os judeus" (1Co 9.20). Podemos comparar isto com o voto por ele mesmo tomado (At 16.3; 18.18), Os costumes (21); isto é, os determinados na lei judaica, "recebidos de Moisés por tradição" (At 6.14; Gl 1.14). Faze por eles as despesas. Sobre a natureza de tais despesas veja Nm 6.14-15." (Novo Comentário Bíblico).

Isto posto, concluímos que:

1. A igreja de Tiago era composta por judeus convertidos zelosos da lei, e dos costumes da lei mosaica.

2. Estes judeus guardavam a lei da purificação, circuncisão, voto, sábado, freqüentavam o templo etc...

3. Tiago em nenhum momento condena a prática desta lei de Moises;

4. Pelo contrário, pede para Paulo se enquadrar na fé da igreja judaica naquelas circunstancias de perigo iminente;

5. Ele nunca divide a lei em duas, nem mesmo as denominas lei moral e lei cerimonial.

Com este pano de fundo do contexto histórico, podemos entender agora a carta de Tiago e o que ele quis dizer com a expressão "guardar toda a lei" em 2.10.

1. Tiago foi bispo da primeira igreja judaico-cristã da história, onde ainda não havia se convertido nenhum gentio. Veja que mesmo Pedro teve dificuldades em explicar aqueles irmãos sua pregação a um gentio do grupo dos "tementes a Deus" Atos 11.2-3-18.

2. A epístola de Tiago é considerada uma das mais antigas do NT. Os críticos colocam sua data entre 46 e 60 d.C.bem nos primórdios do cristianismo.

3. Esta carta foi endereçada não a gentios, mas a judeus convertidos é o que se depreende da introdução que Tiago faz dizendo, "Tiago, servo de Deus e do Senhor Jesus Cristo, às doze tribos da Dispersão, saúde."

4. Tiago 2.2 usa até mesmo a palavra sinagoga para a reunião dos cristãos. Veja que ele chama a igreja pelo costume nacional judaico. Isto mostra sem sombra de dúvida que o pensamento teológico de Tiago e de sua igreja, contido nesta epístola, era perfeitamente compreensível para aqueles judeus cristãos dispersos.

Então quando Tiago fala de guardar "toda a lei" está falando da lei inteira e não de uma parte dela apenas. Não está ai falando do decálogo que os adventistas chamam de lei moral. Este tipo de linguagem era desconhecida da mentalidade da igreja judaica na qual Tiago presidia.

A propósito, a revista da Escola Sabatina, de 1o trimestre de 1980, p.19, afirma:

"O NT não dá nenhuma indicação que se tenha pedido aos judeus que abandonassem imediatamente a prática da circuncisão ou que ignorassem as festividades judaicas".

Disto concluímos, quanto aos mandamentos, que quem despreza uns e pratica outros, a si mesmo constitui transgressor , como o disseram Paulo e Tiago . É bom recordar o que eles falaram sobre o assunto:

Paulo - "Pois todos quantos são das obras da lei estão debaixo da maldição; porque escrito está: Maldito todo aquele que não permanece em todas as coisas que estão escritas no livro da lei, para fazê-las." (Gl. 3.10)

Tiago - "Pois qualquer que guardar toda a lei, mas tropeçar em um só ponto, tem-se tornado culpado de todos." (Tiago 2.10)

Essas duas citações são perfeitamente idênticas em seu sentido. Os dois escritores disseram a mesma coisa com palavras diferentes.

Agora veja, você que é guardador do sábado, mas não deixa se circuncidar, tosquiar-se ou purificar-se, que também é da mesma lei, como pode deixar de ser transgressor da lei? Relembrando ainda que a lei supra citada não é o decálogo apenas, mas todo o sistema do judaísmo. Se os adventistas quiserem se socorrer neste verso supra citado terão que guardar toda a lei. Se não o fazem, eles são, então, os que mais incorrem neste pecado. Não há para onde fugir!


Prof. Paulo Cristiano - CACP

0 comentários:

Postar um comentário

REGRAS AO COMENTAR:

"Nenhuma palavra torpe saia da boca de vocês, mas apenas a que for útil para edificar os outros, conforme a necessidade, para que conceda graça aos que a ouvem. Não entristeçam o Espírito Santo de Deus, com o qual vocês foram selados para o dia da redenção. Livrem-se de toda amargura, indignação e ira, gritaria e calúnia, bem como de toda maldade. Sejam bondosos e compassivos uns para com os outros, perdoando-se mutuamente, assim como Deus perdoou vocês em Cristo." [Efésios 4:29-32 (NVI)]

1 - Todos os usuários deverão se identificar de alguma forma (nome, apelido ou pseudônimo).

2 - Comentários somente com letras maiúsculas serão recusados.

3 - Comentários ofensivos serão deletados.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Dúvidas entre em contato - helio.juniorjp@gmail.com - "Estejais sempre prontos para responder a todo aquele que pedir a razão da esperança que há em vós" (I Pe. 3.15)

Irmãos

Arquivo do blog